🎖️

S07:E22 - What the Carioca Connection Club is all about...and why you should join!

Soon on:

Alexia: Olá, olá, pessoal. Bem-vindos a mais um episódio aqui do Carioca Connection. Carioca Connection. Carioca Connection, eu adoro falar isso.

💡

eu adoro falar isso - I love saying that

Foster: O que é isso?

Alexia: Não sei, eu acho que tem que abrir tanto a boca pra falar “Carioca Connection,” que eu adoro.

💡

boca - mouth

Foster: É muito bom. Não, isso é um erro muito comum que quase todo mundo, todos os gringos sempre falam “Carioca Connection.”

💡

um erro muito comum - a very common mistake

Alexia: Carioca…

Foster: Que, às vezes, eu falo também, eu não falo, “Carioca Connection” igual a Alexia. Mas também, eu falei pra Alexia agora, que a Alexia precisa trazer uma energia muito boa, porque eu estou com muito sono.

💡

às vezes - sometimes agora - now eu estou com muito sono - I'm very sleepy

Alexia: Isso porque quem teve insônia fui eu, essa noite. Mas de qualquer forma, vamos em frente. Episódio passado nós conversamos sobre o nosso novo projeto, o Carioca Connection Club que está nascendo. Já já ele vai brotar no emailzinho de vocês para vocês acessarem. E Foster, você quer dar um mini resumo sobre o que é, em inglês, para todo mundo saber sobre o que a gente está falando?

💡

brotar - to sprout Nesse caso, foi utilizado como 'to appear.'

Foster: Sim, eu posso tentar. Summarizing very quickly, we are moving Carioca Connection to a membership model. So, the Carioca Connection Club will be your place, your one stop shop, for all things Brazilian Portuguese. So everything that we’ve ever recorded, everything we’ve ever produced, things that you’ve never even heard of, because we’ve never published, they are all under one roof in a beautiful little place. It’s gonna be a fun community membership for all os uf to learn Portuguese together.

Alexia: Sim, muito well...

Foster: Fiz bem?

Alexia: Spoken?

Foster: Well said.

Alexia: Well said.

Foster: Bem…

Alexia: Falado.

Foster: Bem falado.

Alexia: Muito bem falado, muito bem resumido. E bom, eu imagino que vocês devem estar pensando, “Ah, mas será que é pra mim? Será que eu deveria fazer parte desse Club, dessa membership? Deveria virar sócio? Que é como a gente falaria, né? Sim, pra quem é? Todos os nossos ouvintes. Todo mundo aí do outro lado que está escutando a gente pode sim fazer parte.

💡

será que é pra mim? - is it for me?

Foster: Sim. Eu diria, quem está escutando esse episódio agora, quem gosta da gente, se você gosta do nosso trabalho, você vai amar o Carioca Connection Club, vai ser muito bom pra você, você vai aprender conosco e vale a pena super.

💡

vale a pena - it's worth it

Alexia: Sim. E também tem uma outra parte, né? De pessoas que não sabem por onde começar, tão se sentindo um pouco perdidas ou desmotivadas. Então assim, aqui e agora é a hora, Carioca Connection Club.

💡

perdidas ou desmotivadas - lost or unmotivated

Foster: É. Eu acho que uma das coisas mais importantes sobre qualquer comunidade é que te dá muita motivação. Então se você está se sentindo um pouco travado, estagnado com o seu português, como eu agora, vai fazer muito bem para você.

💡

travado - stuck

Alexia: Sim, com certeza. E também, para pessoas que já tem algum tipo de conexão com o Brasil, seja porque amam o Brasil, como eu imagino muitos de vocês ou porque morou um tempo lá, e aí fez amigos. Ou então porque tem um namorado, uma parceira, um parceiro e que é brasileiro e você precisa se comunicar com a família dessa pessoa. Então, para todo mundo que tem, assim, um pezinho no Brasil, de alguma forma isso vale muito a pena.

💡

namorado - boyfriend parceira/parceiro - partner

Foster: Sim. Não, eu diria que mais do que 90% das pessoas, dos nossos ouvintes, que realmente adoram a gente, que mandam emails pra gente, que mandam mensagens, eles ou já passaram muito tempo no Brasil e adoram o Brasil ou eles têm algum relacionamento íntimo com brasileiro, brasileira, e estão precisando melhorar o português para entender a cultura e falar com os parentes. Ou eles adoram a língua e estão ficando um pouco travados.

💡

ouvintes - listeners parentes - relatives pais - parents A palavra 'parentes' é um false friend.

Alexia: Sim, sim. Então é isso, eu acho que se você tiver o mínimo de conexão com o Brasil, de uma forma ou de outra, aqui é o seu lugar, your… Como é que é? One time shop...

Foster: One stop shop.

Alexia: One stop shop.

Foster: Não, se você tem interesse no Brasil e você quer aprofundar o seu conhecimento da cultura brasileira, da língua...

💡

aprofundar - deepen

Alexia: Que é exatamente isso que você vai aprender no CC Club. Então nós fizemos muitas coisas diferentes que vocês já estão… Assim, vocês já esperam que a gente faça, então a gente conseguiu sotaques diferentes dos brasileiros. Então não é só essa querida carioca aqui de vocês com o X e o R na garganta. Vai ter gente do nordeste, do sul, de Minas, de São Paulo, lá de Fortaleza. Vai ter muita gente, muita gente. Então vários sotaques diferentes. Eu ainda estou atrás de alguém do Acre, tá? Eu não consegui achar ninguém do Acre até agora, mas eu vou achar, eu vou conseguir achar.

💡

sotaques diferentes - different accents garganta - throat

Foster: Sim, mas... Uma das coisas incríveis que, gente, criando o Carioca Connection Club e o projeto da Alexia, Adventures com Alexia, o Brasil é um mundo.

Alexia: Sim.

Foster: É um continente com tantos sotaques, pessoas diferentes. É tão complicado o Brasil, meu Deus do céu!

Alexia: É muito complicado. E é uma complicação boa e ruim ao mesmo tempo, eu acho...

💡

boa e ruim ao mesmo tempo - good and bad at the same time

Foster: É só de bom.

Alexia: Eu acho que a gente tem que entender que o Brasil é praticamente um continente. O tamanho, a estrutura…

Foster: Diversidade.

Alexia: A diversidade, a cultura. Então eu tenho dois sentimentos sobre o Carioca Connection Club. Um é nostálgico, porque eu revi as nossas worksheets e os nossos áudios lá da primeira, segunda e terceira temporada, eu fico até arrepiada de falar. E eu lembro de cada lugar que a gente estava gravando e como é que a gente teve a ideia de fazer aquele episódio etc, então assim… E era uma coisa focada só em nós dois, né? Em você, aprendendo português e eu falando sobre as minhas experiências com o Rio, no máximo São Paulo e Minas, mas em relação a minha família.

💡

sentimentos - feelings eu fico até arrepiada de falar - I get goosebumps (or chills) just talking (about it)

E aí a gente começou a trazer meu pai, que mostra um Brasil e uma realidade completamente diferente da minha. E aí, com o Adventures com Alexia, que é o meu segundo sentimento, eu pude conhecer o Brasil pelos olhos das outras pessoas e entender porque muita gente está morando fora. Sim, que eles estão espalhados pelo mundo. Mas que a gente, nós somos brasileiros independentemente de onde estivermos morando. E se a gente tivesse todos nós sentados num bar juntos, seja de São Paulo, do nordeste, do Rio, do centro-oeste, de qualquer lugar, ia sair uma grande amizade de lá, porque nós somos brasileiros e a gente ama ser brasileiro. Então isso, pra mim, me diz muito.

💡

pai - dad, father morando fora - living abroad espalhados pelo mundo - scattered around the world

Foster: Sim, muito bonito. Ale-xia, estou quase chorando.

💡

estou quase chorando - I'm almost crying

Alexia: E além disso, as gírias, as expressões, os sotaques, como já falei, a pronúncia...

💡

gírias - slang

Foster: O que eu ia falar agora é a profundidade…

💡

profundidade - depth

Alexia: Profundidade.

Foster: Profundidade.

Alexia: Isso.

Foster: É a palavra chave para mim, porque com qualquer assunto, com qualquer coisa, se você tiver muito interesse em algo, você começa a aprender sobre esse assunto e chega um momento que você acha que você já sabe tudo, né? Eu pensava que, “Ah, eu já falo português, eu conheço o Brasil.” E daí a Alexia chega com uma conversa com uma pessoa do nordeste e eu não entendi nada. E abre um mundo diferente.

💡

abre um mundo different - it opens a different world

Alexia: Um mundo completamente diferente.

Foster: E daí eu posso, tipo, mergulhando…

Alexia: Eu posso mergulhar.

💡

mergulhar - to dive

Foster: É, eu posso mergulhar no mundo da música brasileira, é outro mundo.

Alexia: Sim.

Foster: O Brasil é tão profundo, tão rico.

💡

profundo - deep rico - rich

Alexia: Sim. Então nós, com o Carioca Connection Club, eu acho que talvez a nossa tagline seja mais ou menos, tipo, “A realidade brasileira vista de diferentes formas.” Então assim, tem uma mistura muito gostosa, tem uma mistura muito boa de você ver o Brasil. E a gente não esconde nada, a gente fala sobre as minhas decepções e frustrações com o Brasil. Não é à toa que eu vim parar em Portugal, porque tem muita coisa complicada com o Brasil sim. Mas isso não diz e não quer dizer que eu não tenho orgulho de ser brasileira, que eu não tenho orgulho do meu país, é diferente, né? Então a gente fala muito sobre isso, a gente conversa sobre isso. E também, gente, ao final disso tudo, com certeza você vai ter uma percepção muito melhor e você vai conseguir falar de uma forma muito mais fluente, porque a gente vai estar te colocando à disposição disso tudo que a gente acabou de falar.

💡

a gente não escode nada - we don't hide anything Note que, em português, usa-se o duplo negativo.

💡

orgulho - pride Em português, se diz 'tenho orgulho' e 'estou orgulhoso.' Estou orgulhoso de você - I'm proud of you Eu tenho orgulho de você - I'm proud of you

💡

decepções e frustrações - disappointments and frustrations à toa - for nothing

Foster: É. Eu acho que, para mim, o objetivo no final do dia é... ao final do dia, no final do dia?

Alexia: Tanto faz, eu acho. Ao final, no final. “O meu objetivo no final do dia...”

💡

tanto faz - whatever

Foster: Ao final das contas…

Alexia: Não, no final das contas.

Foster: É isso que eu estava pensando. No final das contas, o meu objetivo pessoal…

💡

no final das contas - at the end of the day

Alexia: Objetivo.

Foster: Meu objetivo.

Alexia: Você tá falando “objetivo.”

Foster: Como é que é?

Alexia: Objetivo.

Foster: Meu objetivo...

Alexia: Perfeito.

Foster: É que nossos ouvintes possam ter a capacidade de realmente fazer amizades com brasileiros.

Alexia: De qualquer lugar.

Alexia: Somos.

Foster: Já sabemos disso.

Alexia: Sim, sim.

Foster: E…

Alexia: Aquela, né, “Somos!”

Foster: Mas para fazer isso, você realmente precisa entender a língua, ter a capacidade de entender o português do Brasil, das ruas, na vida real, né? Como o brasileiro realmente fala. E você precisa falar para se comunicar, para se expressar... expressar. E também, você precisa entender a cultura.

💡

das ruas - from the streets vida real - real life

💡

O Foster se corrigiu porque havia pronunciado 'expressar' com um som de C extra, como é pronunciado em inglês.

Alexia: Com certeza. E, Foster, uma coisa muito importante. Para quem é iniciante, pode fazer parte do Carioca Connection Club?

Foster: Com certeza absoluta.

Alexia: In English, please.

Foster: Okay, so, if you listen to our show and you’re having a difficult time understanding everything because sometimes Alexia speaks pretty fast.

Alexia: Sorry.

Foster: If you’re starting from zero, then I’m a little bit confused how you arrived to this point. But if you’re just kind of an advanced beginner, let’s say, an inspired beginner, we have a lot of resources within Carioca Connection Club designed for you. So we have an entire course just going through all the fundamentals of Portuguese, like, how to get around in Brazil, how to go to supermarkets, the basics of pronunciation and grammar. So if you are still kind of getting off the ground with your Portuguese, we’ll get you there so you can really start having fun and just listening to the conversations. And then it’s just like the… How do we say it? It’s not a snowball effect... Is it a snowball effect?

Alexia: A good one, I hope so.

Foster: A good snowball effect.

Alexia: A good one.

Foster: Mas ao mesmo tempo, se você já tem um português muito bom, se…

Alexia: Se o seu português for intermediário, avançado... ou já avançado.

Foster: Sim, vai ter material demais, porque tem muito material que a gente nunca lançamos…

Alexia: Que a gente nunca lançou.

Foster: Que a gente nunca lançou publicamente, porque realmente é um pouco avançado demais pro nosso podcast.

💡

a gente nunca lançou publicamente - we never publicly released

Alexia: Sim. Então é win-win, todo mundo sai ganhando nessa história, iniciantes e já avançados, e intermediários, então nós estamos muito animados. E quem tiver mais perguntas sobre o Carioca Connection Club, por favor, manda email para alexia@cariocaconnection.com.

Foster: Manda perguntas, por favor, porque a gente ainda está tentando..

Alexia: Fazer perfeito.

Foster: É… Só que é difícil quando você é tão próximo de alguma coisa, que é difícil explicar como é que é, né?

💡

quando você é tão próximo de alguma coisa - when you are so close to something

Alexia: Sim, mas eu acho que a gente fez um bom trabalho e é isso. Quem tiver dúvida, por favor, entra em contato. E a gente se vê no próximo episódio.

Foster: E vamos te ver dentro do Carioca Connection Club.

Alexia: CC Club!

Foster: Até já.

Alexia: Tchau!