😎

S05:E08 - Comandos!

Listen on:

Alexia: Olá, olá. Mais um episódio aqui do Carioca Connection. Seja muito bem-vindo, bem-vinda. Eu sou a Alexia, brasileira, carioca do Rio de Janeiro, claro. E eu estou aqui com o Foster.

Foster: Olá pessoal, tudo bem Alexia?

Alexia: Tudo bem. E com você?

Foster: Tudo ótimo.

Alexia: Então a primeira coisa que eu quero saber é, qual é o nome do seu estado?

Foster: Eu sabia que você ia me perguntar isso. E eu nasci no Alabama. Eu sou nascido, criado na Carolina do Sul.

💡

eu nasci - I was born

Alexia: Perfeito, muito bem.

Foster: Foi bom?

Alexia: Foi bom.

Foster: Sim, só pra explicar, a minha pronúncia da palavra 'Carolina', normalmente eu erro.

Alexia: Mas tá perfeito, tá ótimo. Muito bem feito.

💡

feito - done

Foster: Obrigado amor.

Alexia: De nada.

Foster: Então, a gente tinha falado sobre cachorros, cães, basicamente o fato que a gente tem um cão novo, um cachorro novo e eu estou muito ansioso sobre todas as situações que vão aparecer pra mim quando eu estou com um cachorro falando em português, né?

💡

O Foster deveria ter falado "...que vão aparecer pra mim quando eu estiver com um cachorro falando em português".

Alexia: Uhun.

Foster: Então, hoje eu queria falar sobre os comandos.

Alexia: Ótimo.

Foster: Primeiramente, você quer explicar o que que é um comando?

Alexia: Comando é aquilo que você ensina ao cão, ao cachorro. Então se eu falar 'senta', ele tem que sentar, certo? Então isso é um comando, você está comandando a situação, você está no comando da situação.

💡

ensina - teach

Foster: Precisamente, exatamente.

💡

precisamente - precisely

Alexia: Follow the leader, leader, leader Mais ou menos isso.

Foster: Tá bom. Então, primeira pergunta, Alexia, você falou 'senta', né?

Alexia: Sim.

Foster: Seat, senta. Duas coisas. Primeiramente, não seria 'sente' porque é um comando?

Alexia: Huh? Como assim?

💡

como assim? - what?

Foster: Quando eu aprendi português nas minhas primeiras aulinhas de português muitos anos atrás, eu aprendi… Se é um comando ou é um pouco mais formal, mas você está falando, comandando alguém pra fazer algo, é tipo, pode falar, "Ah, fala, fala amigo." Mas o correto é 'fale.'

Alexia: Bom, isso pra mim é uma coisa super formal, e que eu sinceramente nem sei, por exemplo, se os portugueses usam dessa forma, mas comando a gente fala 'senta, deita, espera, fica'. É sempre assim.

Foster: É, faz sentido. Então é uma das coisas que a gente aprende na escola, mas ninguém usa na vida real.

💡

Se você procurar pelo modo imperativo do verbo 'falar' em algum dicionário ou tabela de conjugações, você vai encontrar: Ele, ela, você → fale. Contudo, normalmente usamos a mesma conjugação do presente do indicativo no português falado para expressar ordem ou comando. Ele, ela, você → fale - Modo imperativo - Formal Ele, ela, você → fala - Presente do indicativo - Informal Ele fala muito → He speaks a lot. Fala pra mim, por favor! → Tell me, please!

Alexia: Não, não. Talvez numa reunião formal entre advogados, sabe? Mas não no dia a dia.

Foster: É tipo, "O senhor fale." Mas é, no Brasil as pessoas falam tipo, "Ah, fala, fala cara." É tipo, "tudo bem?"

💡

Aqui o Foster está exemplificando a conjugação informal para indicar ordem ou comando com um gíria muito comum em português. 'Fala, cara' ou 'fala aí, cara' quer dizer 'what's up?'

Alexia: É.

Foster: Então, 'seat', 'senta.' Simples.

Alexia: Uhun.

Foster: Tá bom.

Alexia: Tem alguém embaixo da nossa porta.

💡

embaixo - under, underneath door - porta

Foster: Ele está sentado?

💡

sentado - sitting

Alexia: Eu acho que ele tá deitado cheirando tudo. Então vamos lá. Tem o 'senta', tem o 'deita'.

💡

cheirando - sniffing

Foster: Que 'deita' vem de 'deitar', de 'ficar deitado.'

Alexia: Tem o 'fica', que é o 'stay'.

Foster: 'Fica', que imagino que vai ser um pouco mais difícil pro nosso cachorro.

Alexia: Bom, envolvendo comida, tá tudo certo. Não tenha dúvidas.

💡

comida - food

Foster: E como é que falaria isso, tipo, adestramento com comida?

Alexia: Como assim? Amor, desculpa, não entendi.

Foster: Não… É que em inglês temos a frase tipo, food training.

Alexia: Não, eu não sei se existe isso especificamente. Tipo, pelo menos todos os adestradores com os quais eu já conversei, usam a comida em praticamente todos os momentos. Claro que eu to falando sobre os cachorros em geral. Se você for adestrar o seu cachorro pra caça, se você for adestrar ele pra ser um cão de serviço, um cão de trabalho é diferente, né? Eu to falando sobre os animais de companhia.

💡

cão de serviço - service dog

Foster: Tá bom, então a maioria das pessoas usam comida pra adestrar os cachorros, então ninguém fala sobre isso especificamente.

💡

especificamente - specifically

Alexia: Não. Eu acho que parte do princípio do que que motivo mais o seu cachorro, né? Você tem que entender que quando os cachorros não eram domésticos, eles tinham que lutar pela comida e lutar pela sobrevivência, e muitos deles, como vira-latas, né? Stray dogs, precisam fazer isso até hoje. Então a comida é a maior motivadora na hora de você ensinar algo pro seu cachorro.

💡

motivo - reason lutar - to fight

Foster: Uhun. E só uma pergunta, 'vira-lata' pode ser um mutt, né? Uma mistura de raças.

Alexia: Isso.

Foster: Mas também 'vira-lata', você usou agora tipo…

Alexia: Cachorro de rua.

Foster: Cachorro de rua.

Alexia: Isso, que a maioria das vezes infelizmente são vira-latas. É isso que você queria falar?

💡

maioria das vezes - most of the time infelizmente - unfortunately

Alexia: Exatamente.

Foster: Tá bom, tá bom. Tem mais comandos que vocês usam que eu preciso aprender?

Alexia: Tem. O 'dá a pata'.

💡

pata - paw

Foster: Dá a pata! Dá a patinha!

Alexia: E que as pessoas hoje em dia, tanto em português quanto em inglês, falam high five.

💡

hoje em dia - nowadays

Foster: High five.

Alexia: Eu escolhi por não, mas enfim. E também tem o 'gira'.

Foster: Gira?

Alexia: Que esse eu falo em inglês que faz mais sentido, que é o 'spin'.

Foster: Uhun. Ele já faz isso, né?

Alexia: Já, já faz.

Foster: Já, com menos de 6 meses. Nosso cachorro é tão inteligente!

Alexia: Tem o… Aí os comandos, por exemplo, 'crate', que é a gaiola. Eu odeio esse nome em português, odeio de todas as formas.

💡

odeio - hate

Foster: Como é que é em português?

Alexia: Gaiola.

Foster: Gaiola é crate?

Alexia: Eu odeio. É. Eu odeio.

Foster: Mas a maioria das pessoas falam 'gaiola' ou falam 'crate' em inglês?

Alexia: Não. Então, a maioria das pessoas falam 'caixa de transporte' ou 'transportadora'.

Foster: É, mas por exemplo, quando você não está transportando o seu cachorro, é só um crate que fica na casa, seria 'gaiola'?

Alexia: Então, para amenizar o nome, as pessoas ainda falam 'transportadora'. Mas não é, né? É uma gaiola.

💡

amenizar - soften, ease

Foster: Tá. E por que você não gosta dessa palavra?

Alexia: Porque isso me remete aos animais de zoológico, que ficam presos numa gaiola, sabe?

Foster: Ah, então 'gaiola' é mais tipo um 'cage'?

💡

remete - refers Quando a Alexia diz 'me remete', ela quer dizer 'it reminds me'.

Alexia: É. 'Cage' também seria 'jaula', né? Ficam dentro da jaula, ficam dentro da gaiola. Eu não gosto, não é uma coisa boa.

Foster: Sim, mas eu gostei da sonoridade da palavra gaiola. Tem uma palavra em português que eu amo, que é radiola. Que é?

💡

sonoridade - sonority

Alexia: Tudo que envolve 'iola' você tá gostando.

Foster: Não, radiola é um record player, né? Vinyl.

Alexia: Antigo.

Foster: É, radiola, gaiola. É bonito, a sua língua é muito bonita, musical.

Alexia: Sim, português é muito musical. Mas então, voltando… Tem os comandos dos lugares específicos. Então se eu falo 'cama', ele tem que ir pra cama dele. Se eu falo 'crate', ele tem que ir pra crate. Se eu falo 'gaiola', ele tem que ir pra gaiola. E aí também tem o 'up', que é o 'pula', que é pra ele subir nos lugares. E o 'legs', que é embaixo da perna.

💡

cama - bed perna - leg

Foster: Legs, embaixo da perna.

Alexia: Quando você bota ele sentado, anda dois passos pra frente, de costa pra ele, e aí você abre as pernas e fala, "legs!" Aí ele vem.

💡

abre - open

Foster: Ual, é um comando sofisticado. Ótimo

Alexia: É.

Foster: Eu acho que eu tenho mais duas perguntas, Alexia.

Alexia: Só uma coisa, o comando mais difícil para ele é o 'não'. Ou o 'solta', ou o 'leave it' que ele ainda não sabe.

Foster: É. É importante, né? Pensar nisso, que 'não' é provavelmente a palavra mais importante na língua portuguesa e é uma palavra que a maioria das pessoas que estão aprendendo português tem muita muita dificuldade com a vogal nasal 'ão'. A gente já gravou um episódio inteiro sobre isso, mas é 'não'. Não é 'nao'. 'Não'.

💡

Nós gravamos um episódio inteiro sobre as vogais nasais: Carioca Connection - Fixed Nasal Vowels em Português!

Alexia: Não. Na-na-não. Não.

Foster: Não. Buddy, não. Fora do sofá, não. Senta. Deita.

Alexia: E o nosso adestrador fala que ele não ensina o 'não' pros cachorros, que ele gosta de tirar a atenção dele do momento que ele tá fazendo a coisa errada pra então ele entender que aquilo é o que ele deve fazer. Só que eu fico muito confusa assim como meu pai também, porque na hora que ele tá destruindo a casa, você não quer pegar o ursinho dele e mostrar, "Olha Buddy, que bonitinho". Não, você já vira e fala, "Buddy, não, solta, larga".

💡

coisa errada - wrong thing bonitinho - cute

Foster: É. O cachorro precisa aprender 'não', gente. Se não, é um cachorro que faz tudo.

Alexia: Quais são as suas duas últimas perguntas, Foster?

Foster: Ah Meu Deus, já esqueci. Ah, lembrei. Como se chama o negócio que faz ele coçar?

💡

coçar - to itch

Alexia: Cosquinha?

Foster: Não, não. Os animais pequenos, insetos...

Alexia: Os insetos… Pulga.

Foster: Pulga. Flea, né?

Alexia: Isso. E existe 'piolho', que é de adulto, de humano. Que é de adulto… É de humano, que é o que vai pro nosso cabelo. Que todo mundo já teve piolho uma vez na vida pelo menos.

💡

pelo menos - at least

Foster: Eu nunca tive. Piolho seria lice.

Alexia: Eu sempre tinha… Piolho, piolho.

Foster: Piolho. Com LH?

Alexia: Isso, exatamente

Foster: Piolho. Que palavra.

Alexia: Eu tinha todo verão. Volta às aulas, indo pro colégio, eu sempre voltava de piolho pra casa. Sempre.

💡

verão - summer

Foster: É sério?

Alexia: Sempre, sempre tive piolho. Era ridículo.

Foster: Nossa.

Alexia: Sim. Aí você ficava de quarentena em casa esperando.

Foster: É, a primeira quarentena na sua vida foi com piolho.

Alexia: Sim.

Foster: Bom, espero que isso seja uma palavra que a gente não use muito. Mas pulga, flea e piolho é lice.

Alexia: Exatamente.

Foster: E uma palavra que eu acho que ainda não falou sobre é 'latir'.

Alexia: Latir, que é bark, to bark.

Foster: Sim. Então, por exemplo se o Buddy está latindo muito e já está ficando muito tarde, sei lá, meia-noite e ele está latindo. O que você fala pra ele?

💡

tarde - late meia-noite - midnight

💡

A palavra tarde pode significar 'late' ou 'afternoon'. Apesar da chuva de manhã, está uma tarde ensolarada → Despite the rain in the morning, it is a sunny afternoon Cheguei tarde à estação e perdi o trem → I arrived late at the station and missed the train

Alexia: Shhhhhhh.

Foster: "Buddy, não late!"

Alexia: "Você tá maluco? Para!"

Foster: Senta! Deita!

Alexia: Olha aqui o ursinho. Não, só tiveram duas vezes que ele fez isso assim no meio da noite de me acordar. Uma ele estava sonhando e a outra ele teve medo de algum barulho que na verdade era meu pai acordando pra fazer xixi à noite.

💡

ursinho - teddy bear duas vezes - twice, two times

Foster: Então ele não é um cachorro que late muito.

Alexia: Não, não. Só quando ele tá irritado e quer alguma coisa, ele vai latir, mas ele não fica o tempo inteiro, é só em momentos específicos.

💡

tempo inteiro - the whole time

Foster: Ótimo.

Alexia: Sim.

Foster: Então acho que está bom, amor. Acho que eu estou pronto pra conhecer o nosso cachorro, pra adestrar ele, pra ajudar no processo, pra ir no parque e conhecer pessoas, outros cachorros. Você tem confiança em mim?

💡

O Foster também poderia ter falado "você confia em mim?"

Alexia: Eu tenho. Mas também não se preocupe que eu vou estar do seu lado quase o tempo inteiro.

💡

não se preocupe - don't worry

Foster: Obrigado.

Alexia: Porque o resto do tempo eu vou estar correndo atrás do Buddy, então tudo bem.

💡

correndo atrás - chasing

Foster: Muito obrigado Alexia, e a gente se fala no próximo episódio.

Alexia: Tchau.