🐕

S05:E06 - Cachorro: vocabulário!

Listen on:

Alexia: Oi pessoal. Mais um episódio aqui do Carioca Connection, muito bem-vindos, espero que vocês estejam gostando dos episódios que a gente vem gravando pra essa quinta temporada. Eu, como vocês devem ter percebido, pra quem acompanha desde o princípio, tô falando super devagar. E no episódio de hoje, vocês provavelmente vão escutar o Buddy latindo, que é o nosso cachorro, porque ele acordou com toda energia possível.

💡

devagar - slowly latindo - barking

Foster: Oi Buddy.

Alexia: Tudo bem Foster?

Foster: Sim, tudo bem. E você?

Alexia: Também. E para quem tá chegando agora, meu nome é Alexia, eu sou do Brasil, do Rio e estou acompanhada do…

💡

Quando a Alexia fala "eu sou do Rio", normalmente entende-se que ela quer dizer "eu sou do Rio de Janeiro".

Foster: Meu nome é Foster, eu sou americano, eu nasci na Carolina do Sul e eu acabei de acordar, então meu português vai sofrer muito hoje.

💡

acordar - to wake up sofrer - to suffer

Alexia: Vamos resolver você falar o nome do seu estado de forma perfeita de uma vez?

💡

de uma vez - once and for all Também se diz 'de uma vez por todas'.

Foster: Eu sabia. Sabia que você ia falar isso. Tá bom, então vamos lá.

Alexia: Ca-ro-li-na.

Foster: Ca-ro-li-na.

Alexia: Carolina.

Foster: Carolina.

Alexia: Carolina.

Foster: Carolina.

Alexia: Carolina do Sul.

Foster: Carolina do Sul.

Alexia: Carolina do Sul.

Foster: Carolina do Sul.

Alexia: Aí, é isso aí.

Foster: É, o problema é o seguinte, South Carolina, é o negócio do R. O som do R em português é bem difícil pra mim, sobretudo porque muda, em cada região do Brasil é diferente, né? Então é meio tipo preguiça minha falando 'Carolina' ou invés de 'Carolina, Carolina.'

💡

difícil - hard sobretudo - especially, most importantly preguiça - laziness

Alexia: Sim, mas Carolina é igual em qualquer estado brasileiro, então dessa vez não muda.

💡

estado brasileiro - Brazilian state

Foster: Eu sei, foi uma desculpa só.

💡

desculpa - excuse

Alexia: Pois é, mas…

Foster: Muito obrigado, amor. E de novo, acabei de acordar, então seja gentil comigo por favor.

Alexia: Então tá. Carolina do Sul é da onde você vem.

Foster: Exatamente. E hoje a gente vai continuar nossa conversa sobre cachorros, né?

💡

conversa - conversation

Alexia: Sim.

Foster: Porque a gente tem um cachorro, a gente tem um cachorrinho, um filhote, um puppy.

Alexia: Sim.

Foster: O nome dele é Buddy. E, na verdade, eu estou um pouco preocupado quando eu chegar 'lá' com a Alexia, ou 'aí' com a Alexia?

Alexia: Quando eu chegar em Portugal. Quando eu chegar aí com você. Ou… Mas o mais ideal seria 'quando eu chegar em Portugal'.

Foster: É, é mais um ponto de gramática. Quando eu estou falando com a Alexia, eu estou aqui no meu estado, a Alexia está aí…

Alexia: Lá.

Foster: Em Portugal. Tá, no caso 'lá.' Mas por exemplo, mas se eu estou falando com você diretamente, eu posso falar…

Alexia: Sim.

Foster: "Ah, como estão as coisas aí?"

Alexia: Exatamente.

Foster: Porque você está aí. Mas se a gente, sei lá, se estamos falando sobre...

Alexia: Se for uma terceira pessoa, né?

Foster: Ou terceiro lugar, é 'lá'.

Alexia: Exatamente.

💡

Em linhas gerais, dizemos 'lá' quando estamos falando de um lugar que está longe de quem fala e de quem ouve, e dizemos 'aí' quando estamos falando do lugar da pessoa que ouve.

💡

Também temos outras palavras que indicam lugar. Cá → here, over here. Normalmente utilizado junto com um verbo como 'vem cá' Aqui → here Ali → there, over there. Normalmente utilizado para expressar um lugar um pouco mais próximo do que 'lá', mas ainda longe de quem fala e de quem ouve Considerando que o Foster está nos Estados Unidos e a Alexia está em Portugal, temos: Foster: Aqui está frio. Está frio (em Portugal)? → Foster: It's cold here. Is it cold over there? Foster: Eu ouvi dizer que está muito frio na Alemanha. Você tem amigos ? → Foster: I've heard it's very cold in Germany. Do you have friends there? Foster: Alexia, vem ! → Foster: Alexia, come over here! Foster: Sua chave está aquiFoster: Your keys are here Foster: Sua chave está ali em cima da mesa → Foster: Your keys are there, on the table

Foster: Tá bom, podemos começar?

Alexia: É a mesma coisa em inglês, 'here, there, over there' e só.

Foster: É um pouco diferente, mas tudo bem. Tá bom. Alexia, a minha preocupação... No episódio passado falamos sobre coisas simples sobre cachorros tipo, "Ah, qual tipo de raça é? E coisas bem básicas, né?

💡

preocupação - worry

Alexia: Uhun.

Foster: Mas o segundo passo, eu estou pensando sobre os passeios do Buddy, quando você sai com o Buddy, você está encontrando pessoas, falando com pessoas, indo pro parque, o Parcão, falando com muitas pessoas e eu não sei exatamente como essas conversas vão funcionar. Eu preciso da sua ajuda.

💡

passo - step encontrando - meeting funcionar - to work

Alexia: Primeiro, semana passada ou retrasada eu encontrei um irlandês, que também é dono de cachorro, e ele fala português brasileiro por causa da namorada dele, e ele tava super bem falando com todo mundo e você não tem que se preocupar com nada porque você fala português muito bem.

💡

semana passada - last week semana retrasada - the week before last dono - owner namorada - girlfriend nada - nothing

Foster: Ah, que bom pro cara irlandês, eu fico muito feliz.

Alexia: Eu acabei de te elogiar.

💡

elogiar - to compliment

Foster: Eu estou brincando, amor. Muito obrigado.

💡

brincando - kidding

Alexia: Então quais são as suas dúvidas, qual é o seu maior medo? Digamos assim.

💡

medo - fear

Foster: Tá, eu estou imaginando a situação. Eu chego lá num parque que tem várias pessoas, todo mundo tem cachorro e todo mundo está usando máscara que...

Alexia: No parque normalmente não, mas sim, isso agrava a situação.

💡

agravar - worsens, aggravates

Foster: Exatamente. Quais seriam os primeiros passos? Tipo, "Oi gente, cheguei, aqui está o Buddy."

💡

cheguei - I arrived

Alexia: Primeiro, se forem pessoas desconhecidas, se você ainda não conhecer os outros cachorros, é sempre ideal você falar que ele ainda é filhote, que ainda tem, hoje né, 5 meses de idade, porque existem alguns cachorros adultos que não tem paciência pra filhote, né? E o Buddy, ele pula, bota a pata na cara do outro…

💡

pata - paw cara - face

💡

A palavra 'face' também existe em português. Tanto 'cara' quanto 'face' são substantivos femininos e significam a mesma coisa. Ao utilizar a palavra 'cara' no masculino (o cara), ela se torna uma gíria e significa 'the guy.'

Foster: Ele faz tudo.

Alexia: É. Então assim, é uma confusão, e ele é muito hiperativo. Então você avisa que ele ainda é um bebê, que ele ainda é um filhote, e aí normalmente as pessoas falam, "Ah, não tem problema." Ou então, "É, a minha ou o meu não vai gostar muito."

Foster: É. Sempre tem esse momento quando você tem dois cachorros se encontrando pela primeira vez, que é uma situação em inglês eu sei exatamente como fazer. É tipo, "Ah, o meu cão pode brincar com o seu cão?" É um pouco mais fácil. Mas essa situação em português me dá um pouco de ansiedade.

💡

brincar - to play

💡

O Foster deveria ter falado "...que é uma situação que, em inglês, eu sei exatamente como fazer".

Alexia: Sim, eu entendo porque eu também fico ansiosa, porque eu não conheço o outro cachorro, né? Então também não sei como é que o outro cachorro vai reagir, como é que o buddy vai reagir. Então, mesmo com os cachorros conhecidos… Por exemplo, ontem a gente encontrou na rua a Belinha, com a sua dona, Miriam, que é brasileira por sinal, e a Belinha não demonstrou nenhuma paciência pro Buddy. Tipo, ela brincou as duas primeiras vezes que eles se encontraram e ontem ela tava dando aquele chega pra lá, sabe? Aquele rawr pro Buddy se tocar...

💡

reagir - to react conhecidos - known por sinal - by the way paciência - patience dando aquele chega pra lá - to brush someone off, to tell someone to keep their distance

Foster: Aquele o que?

Alexia: E o Buddy não se tocou.

Foster: Aquele rawr.

Alexia: Então esse tipo de situação vai acontecer, e o máximo que você vai fazer é afastar o Buddy do outro cachorro e…

Foster: E 'afastar', nesse caso, quer dizer tipo criar distância entre os dois.

Alexia: Exatamente, exatamente. Provavelmente o nosso Buddy vai ficar latindo, porque ele quer brincar com o outro e ele fica muito desesperado quando ele não brinca, então você provavelmente vai ter que falar alto por cima do latido.

💡

desesperado - desperate provavelmente - most likely, probably falta alto - to speak loudly latido - bark

Foster: Ótimo. Tá, mais uma pergunta, Alexia. Uma palavra que… Na verdade duas palavras que eu sempre fico um pouco confuso. A palavra 'coleira'. Coleira é um negócio que prega o Buddy, né?

Alexia: É, 'coleira' normalmente é aquela de pescoço.

💡

pescoço - neck

Foster: Tá. E vocês tem outra palavra pra isso também?

Alexia: Não. O do pescoço é coleira. O que coloca em volta do corpo é 'peitoral'.

Foster: E só pra explicar, peitoral…

Alexia: É harness.

Foster: Yeah. It's one of those dog harnesses that you put around their chest and make them really cute so they don't damage your dog's neck or something like that.

Alexia: Sim. E a leash né, que a gente chama de guia.

Foster: De guia?

Alexia: Guia. De guiar, guia.

💡

guiar - to guide

Foster: Uhun, entendi. E a palavra 'trela'?

Alexia: É português de Portugal.

Foster: Tá, entendi.

💡

Às vezes no português falado, nós não dizemos o 'en' da palavra 'entendi'. Isso fica muito claro nessa fala do Foster.

Alexia: Trela é a guia.

Foster: Qual?

Alexia: Trela aqui em Portugal é a guia.

Foster: A lã?

Alexia: Meu Deus do céu. Trela aqui em portugal é a guia.

Foster: Ah, trela.

Alexia: Trela.

Foster: Trela, tá.

Alexia: Isso.

Foster: É uma palavra portuguesa, português europeu.

Alexia: Isso.

Foster: Tá. Só pra deixar tudo bem claro. Coleira é o negócio que fica no pescoço do cachorro.

💡

bem claro - very clear

Alexia: Isso.

Foster: E guia é o negócio que está conectado com a coleira pra você segurar o cachorro.

💡

segurar - to hold

Alexia: Isso. Com a coleira ou com a peitoral, exatamente.

Foster: Tá bom, entendi. Foi só isso.

Alexia: Só?

Foster: Sim. Eu acho que isso já dá muitas informações por hoje. Eu vou tentar processar e estudar um pouco, e com certeza amanhã eu vou voltar com mais perguntas pra você.

💡

amanhã - tomorrow

Alexia: Tá ótimo. Então até a próxima.

Foster: Até o próximo.

💡

A Alexia disse "até a próxima" e o Foster disse "até o próximo", e ambos estão certos. O gênero dado à palavra 'próximo' nos dá uma ideia do que eles queriam dizer, então neste caso não é necessário o substantivo subsequente. Possivelmente a Alexia estava dizendo "até a próxima (vez)" enquanto que o Foster dizia "até o próximo (episódio)".