😜

S03:E08 - 8 Frases Imperdíveis do Português do Brasil

Listen on:

Foster: Olá Alexia. Tudo bem?

Alexia: Oi, Foster. Tudo. E com você?

💡

I love how Brazilians often just say, “tudo,” in response to “tudo bem?”

Foster: Tudo ótimo.

Alexia: Que bom!

Foster: Então, hoje o episódio é de você. Você planejou tudo…

💡

Planejar - to plan, to arrange. I only recently discovered this friendly cognate existed :)

Alexia: Hoje é meu episódio.

Foster: Sim. Hoje é seu episódio e a gente vai falar sobre oito expressões... expressões... Nossa Senhora…

💡

Nossa Senhora - Good grief! My goodness! Goodness gracious!

Alexia: Muito bem!

Foster: Então, vamos lá. Me explica. Onde você quer começar?

💡

Onde você quer começar? Where do you want to start?

Alexia: A gente vai começar com uma palavra, né... Que vai ajudar muito as pessoas, num momento muito crucial. Que é a ressaca.

💡

ressaca - hangover

Foster: Nossa Senhora... Primeira palavra que aprendi em português. É mentira. Estava indo, como assim?

💡

É mentira. That’s not true. Brazilians will often say this to convey that they are just joking around.

Alexia: Ressaca is to have a hangover.

Foster: É... Mas, bom. Ressaca é hangover. É depois de uma noite de beben…

Alexia: De muita bebedeira.

💡

bebedeira - bebedeira can literally translate to “spree,” but I think a more accurate translation for colloquial usage would be, “a heavy night of drinking.”

Foster: É. Muita bebedeira. Várias caipirinhas... Mas, como é que fala? Fala que estou com ressaca.

💡

Caipirinha - If you still haven’t had your first caipirinha, you need to get on that. We have an entire episode from season 1 talking about drinking in Brazil.

Alexia: Sim... Bom, normalmente se eu fosse falar, eu falaria ‘não vou sair hoje de casa porque eu tô com muita ressaca’, ‘porque eu tô com ressaca’ ou ‘eu estou de ressaca’.

💡

Se eu fosse falar - If I were to say. This is the grammatically correct structure to use the conditional tense, although Brazilians often use the imperfect tense to express hypotheticals.

💡

For example, “Se eu podia fazer hoje, faria mas não tenho tempo.” Note: this is grammatically incorrect, and most Portuguese teachers will frown upon this usage, although it is quite common in everyday speech.

Foster: E pode falar ‘eu tenho ressaca’?

Alexia: Não. Assim, poder pode, mas o ideal seria que você ‘esteja com ressaca’.

💡

Poder pode - Can you? You can! This is such a cool phrase! Alexia is really saying, hypothetically you can, but it’s not ideal or she would not recommend it.

Foster: Tá. E tem mais alguma coisa, tipo, ‘eu estou recassado’? Alguma coisa assim?

Alexia: Não. Você não pode falar, que tipo, ‘estou ressacado’. Nada, não. E ressaca, sem usar como uma questão alcoólica. Mas você pode falar que tá com muita ressaca, tipo de um evento muito grande. Então, vamos supor que você tenha ido pra uma conferência que durou cinco dias e você tá muito cansado e você tá de ressaca.

💡

Uma questão - this can be used to mean ‘question’ or something a little more general like, an issue or topic.

💡

Vamos supor. Let’s say. Let’s suppose.

Foster: Você está exausto.

Alexia: Exatamente.

Foster: É. E tem mais um significado, né? Que tem a ver com o mar.

💡

Tem mais um significado, né? It has another meaning, right?

Alexia: Sim. Quando o mar tá muito forte, né, e aí choveu ou então tá com mudança de tempo e tem aquelas ondas muito grandes.

Foster: Quando a correnteza está muito forte, né?

💡

correnteza - current (referring to water)

Alexia: Isso. É, o mar está de ressaca.

💡

O mar está de ressaca - the water is really rough, choppy, dangerous.

Foster: Sim.

Alexia: Muito bem. Bom, a próxima expressão seria ‘Ficar em cima do muro’. Ou seja, você não sabe se vai pra lá ou pra cá. Você não toma uma decisão, você fica em cima do muro.

💡

Ficar em cima do muro - to be on the fence, undecided.

💡

Você não sabe se vai pra lá ou pra cá - you don’t know which way you’re going to go.

Foster: É interessante. É uma frase que nunca usei. Acho que nunca aprendi. Então ficar em cima do muro. Isso quer dizer que você tem que tomar uma decisão e você não sei qual lado você vai escolher. É isso?

💡

If you are still having difficulties pronouncing the /LH/ sound, like in the word escolher, we have an entire episode about it! S03:E05 - O som do LH em português.

Alexia: Você não sabe qual lado vai escolher. Exatamente. Então, por exemplo, vamos supor que você esteja numa loja e você tá entre uma blusa azul e uma vermelha. Esse é um exemplo muito ridículo, tá? Então, eu viro pro Foster e falo: Foster…

💡

vamos supor que você esteja numa loja. Let’s say that you are in a store…This is a great example of the subjunctive tense. Alexia is using the subjunctive here because she wants to convey that this is a hypothetical situation. You are not actually in a store, we are simply imagining the situation.

Foster: É um exemplo muito ridículo, que não tem nada a ver com minha vida pessoal, não aconteceu ontem…

💡

não tem nada a ver - it doesn’t have anything to do with, totally unrelated.

Alexia: Então eu falo pro Foster: Foster, sai de cima do muro. Resolve logo.

💡

Sai de cima do muro - get off the fence, make a decision

💡

Resolve logo - sort it out, get it done quickly

Foster: Sim. Sim, eu acho que em inglês a gente fala ‘on the fence’.

Alexia: É, mas... Assim, claro que ficar em cima do muro também é usado para decisões muito mais importantes do que escolher uma blusa vermelha ou azul.

Foster: Hm, pode ser... é, por exemplo, Estou ficando em cima do muro sobre se eu devo, sei lá, voltar para a faculdade ou continuar meu emprego.

Alexia: Na verdade, você não usaria, tipo ‘estou em cima do muro’ para decidir isso. É... você falaria que você está em dúvida. Você não usaria essa expressão para falar assim.

Foster: Por quê? Porque é sério demais?

💡

Sério demais - too serious.

Alexia: Porque é estranho.

Foster: Mas…

Alexia: A gente não usa. A gente não fala assim. A gente fala sobre, por exemplo, eu falando de você. Entendeu? Então, é... Foster, você tem que decidir. Você não pode ficar em cima do muro se vai votar no Bolsonaro ou não.

💡

A gente não fala assim. We don’t talk like that.

💡

Entendeu. Got it? You know what I mean?

Foster: É interessante, porque eu acho que em inglês, a tradução que eu usaria seria ‘I’m on the fence’, mas normalmente a gente usa essa frase falando sobre nós.

Alexia: É. É engraçado isso. Eu tô pensando aqui e eu posso estar errada, mas eu nunca vi ninguém falando sobre si mesmo com a expressão ‘em cima do muro’. Assim, nunca. É... só vi sobre outros fatos. Engraçado, né?

💡

É engraçado isso. It’s funny, isn’t it? Engraçado can be used in the sense of something is comical, or in the sense that something is interesting or curious.

Foster: É. Ótimo. Então, a próxima?

Alexia: A próxima seria ‘Um mar de rosas’.

Foster: Uma mar de rosas. Um mar, né?

💡

Um mar. A sea or ocean. Masculine.

Alexia: Um mar de rosas. Então um mar de rosas seria a bed of roses. É, é que assim, ‘nem tudo é um mar de rosas’. Então a vida também pode ser muito difícil. É... É Alexia. Ir fazer exercício não é um mar de rosas, você vai ficar muito cansada depois. Então…

💡

Apparently a lot of people do say, “a bed of roses” in English (I’m personally not too familiar with this phrase. I think I would translate this to something more along the lines of “smooth sailing.”

Foster: É. Hm. Eu sei que em inglês a gente tem várias frases com flores, e tipo a vida é difícil. Mas pode me dar outro exemplo, só para clarificar um pouco?

💡

só para clarificar um pouco? Just to clear things up a bit?

Alexia: Sim. É... Deixa eu pensar. Sim, posso dar. Por exemplo: ter um relacionamento internacional não é um mar de rosas. Tem suas dificuldades também.

💡

Deixa eu pensar - Let me think.

💡

Sim, posso dar. Yes, I can (clarify). I love when Brazilians omit the last clause of a sentence like this.

Foster: Perfeito. Entendi. Ótimo. Então mais uma?

💡

Mais uma. One more. A very common gringo mistake is to say “uma mais.” A good example to remember this with is “mais uma cerveja.”

Alexia: Mais uma. Abusar da sorte.

💡

Abusar da sorte. Push your luck.

Foster: Ah, uma frase que eu gosto muito. Porque eu sou abusivo, às vezes.

Alexia: Uma coisa: falar que é abusivo hoje em dia é muito feio. Então…

Foster: É, mas em inglês abuse, to abuse someone, to be abusive é muito forte.

Alexia: Então, em português também.

Foster: Mas, eu acho que não. Talvez eu estou errado, mas…

Alexia: Talvez eu esteja errado.

💡

Again, the subjunctive here just to reinforce the sense of uncertainty.

Foster: Talvez eu esteja errado, mas muitas vezes você fala tipo, ‘ah, você abusa de mim, mas é muito fofo’.

💡

Você abusa de mim - you’re taking advantage of me (in a sweet way, I suppose?) almost like, “Oh, the things that I do for you!”

Alexia: É, mas aí é num outro sentido. Tipo, ‘Você abusa de mim’ é... você tá me pedindo muita coisa. Cê tá se aproveitando. Mas ‘eu sou abusivo’ já muda completamente o contexto.

💡

Like Alexia said, I hear this phrase often, but it is very dependent on the context.

Foster: Tá bom. Então, ‘abusar da sorte’ quer dizer o quê?

💡

Quer dizer o quê? What does that mean?

Alexia: Quer dizer que, por exemplo, você está abusando da sorte usando essa sandália, sabendo que vai chover. Então, ou seja, vai chover, você tá usando uma sandália, você sabe que vai ficar com o pé molhado e você está abusando da sorte.

💡

Sandália - sandals, although you will almost always hear people say “Havaianas.”

Foster: Então você quase está arriscado. Digamos.

Alexia: É, você tá se arriscando a molhar seu pé inteiro, a pisar no molhado, só porque quer usar aquela sandália.

💡

Você tá se arriscando...you are running the risk.

Foster: Então realmente é fazendo alguma coisa arriscada, sabendo as consequências.

Alexia: Uma coisa que, por exemplo, o Foster normalmente não gosta de fazer e eu gosto. Eu gosto de me organizar muito bem. Então, vamos supor que eu vá para um restaurante que eu sei que sempre vai tá lotado. Eu vou ligar e vou fazer uma reserva. No caso do Foster ele abusaria da sorte e iria na hora e tentaria a sorte, pra ver se consegue sentar ou não.

💡

Eu gosto de me organizar muito bem. I like to be really organized.

💡

Lotado - very crowded

Foster: É, eu discordo com esse exemplo, mas tudo bem. Até a próxima. Qual seria a próxima?

💡

Eu discordo com - I disagree with (this example)

Alexia: É... A próxima seria ‘Foi por pouco ou foi por um triz?”

Foster: Foi prum triz?

Alexia: Foi por um triz.

Foster: Nunca ouvi na minha vida.

💡

Nunca ouvi na minha vida - I never heard that in my life.

Alexia: Por um triz. Por um triz você não bateu um carro.

💡

Por um triz - almost, really close, by the skin of your teeth. You almost crashed into another car.

Foster: Ah, então foi tipo, quase, quase, quase. Então me dá um exemplo, por favor.

Alexia: Nossa! Foi por pouco que a gente conseguiu comprar as entradas pro cinema porque o filme tá começando.

💡

Nossa! Foi por pouco que a gente conseguiu comprar as entradas pro cinema porque o filme tá começando. Whew! We almost couldn’t buy movie tickets because the film was already starting.

Foster: Então tipo, quase não aconteceu mas a gente teve sorte e foi no último momento e a gente conseguiu.

Alexia: Isso. Exatamente. Então, eu não sei se em inglês é isso mas, ‘that was a close call’?

Foster: That was a close call. Yeah. That was closer. Uh, foi por pouco, foi por um triz. Posso fazer uma pergunta, rapidinho?

💡

Posso fazer uma pergunta, rapidinho? Can I ask a question really quick?

Alexia: Claro.

Foster: É... O que que é um triz?

Alexia: Um triz, realmente, assim, não significa nada. Um triz é uma substituição do ‘por pouco’. Então…

Foster: Tá, então você só usa com essa frase.

Alexia: É, exatamente. Eu sempre uso quando, por exemplo, a situação do carro, que você quase encosta no carro quando tá estacionando. Então ‘meu Deus, foi por um triz que você não...’

Foster: Uma coisa que acontece muito no Rio de Janeiro. Com a Alexia dirigindo.

💡

Dirigir - to drive. In Portugal, they use the verb: conduzir.

Alexia: Ei, eu nunca dirijo no Rio.

Foster: Tá, e o seguinte?

Alexia: O seguinte o quê?

💡

O seguinte o quê? The next what?

Foster: A seguinte frase.

💡

A seguinte frase. The next phrase.

Alexia: Ah, eu entendi ‘Ah, é o seguinte.'

💡

É o seguinte would translate more as, “here’s the thing.”

Foster: Não.

Alexia: ‘Larga do meu pé’.

💡

Larga do meu pé. Leave me alone. Leave me be. Get off my back. Get off my case.

Foster: Larga do meu pé?

Alexia: ‘Que coisa chata! Larga do meu pé que eu não te devo satisfação alguma.’

Foster: Tá, uma coisa, rapidinho. ‘Meu pé’ é É, É, não é meu pe. Eu acho que eu falei agora. É pé. Então a vogal é bem aberta. É. Pé. Let go my foot. Larga o meu pé.

💡

This is just a clarification of the very open é vowel in Portuguese. Your mouth will be more open and your tongue position will be quite lower than the simple EH sound in most varieties of English.

Alexia: Isso. Pé. Em inglês seria ‘get off my back’?

Foster: É... Não sei. Me explica. É, é uma frase que eu não uso muito, então o que quer dizer isso?

Alexia: Isso normalmente eu falava bastante para minha mãe. Quando ela tava ‘em cima de mim’ que é uma outra boa, quando ela tava em cima de mim pra saber se eu tava ou não estudando ou não em época de colégio. Então, tipo assim, ‘mãe, larga do meu pé que eu tou estudando’. Tipo, me deixa em paz.

💡

em época de colégio. During high school.

💡

me deixa em paz. Leave me in peace. Let me be. Leave me alone.

Foster: É. Me deixa em paz. Leave me in peace. Let me be. Go away.

Alexia: É isso. Larga do meu pé.

Foster: Ótimo.

Alexia: Isso também pode ser usado, por exemplo, vamos supor que você esteja no começo de um relacionamento e a pessoa é muito grudenta. Sabe?

💡

grudenta - sticky. Using “grudenta” when referring to a person means that they are very needy, clingy, attention-seeking.

Foster: Aham, sempre está querendo…

Alexia: Sempre está querendo saber de você e tarará. Então tipo, a pessoa não larga do meu pé.

💡

Tarará - this is just a filler word that Alexia sometimes uses to say “and etc.”

Foster: É. Uma boa frase. Vou usar muito. Obrigada, amor.

Alexia: De nada.

Foster: Então por último...

Alexia: Não. Penúltimo. Por penúltimo seria ‘Pé na jaca’.

💡

Penúltimo - next to last, penultimate.

Foster: Pé na jaca. É uma frase que eu amo.

Alexia: Enfiar o pé na jaca.

💡

Enfiar o pé na jaca. To go on a binge. To binge. To overdo it.

Foster: Enfiar num pé na jaca.

Alexia: Bom, jaca é uma fruta. É uma fruta muito grande

💡

Jaca - A huge Brazilian fruit also found in Southeast Asia. In English, we say a jackfruit although they are not common in most English speaking countries.

Foster: Enorme. Mais gente, é uma coisa perigosa. Realmente. Eu sempre vejo carro no Rio que... Como é que fala... Tipo, a parte do carro com o...

Alexia: Capô?

💡

Capô - the hood of a car.

Foster: Capô? É. Está totalmente, tipo, destruída por causa de uma fruta enorme que caiu de uma árvore. É uma loucura.

💡

É uma loucura. It’s crazy.

Alexia: É... A jaca, pra vocês terem uma ideia, é quase do tamanho de uma melancia do tamanho normal, não são aquelas enormes, mas... A jaca é quase do tamanho daquilo. Quer dizer, se não for. E no meu colégio tinha um pé de jaca que ficava no meio do pátio do colégio. E toda a vez que tava dando jaca, todo mundo saia super sujo porque a jaca caia no chão e espalhava os pedaços para todos os lugares.

💡

pra vocês terem uma ideia - just so you have an idea.

💡

uma melancia - watermelon

💡

todo mundo saiu super sujo - everyone got super dirty.

💡

espalhar - to spread, to scatter

Foster: Caraca. Que loucura. É... So, coloca aí no Google Jaca que você vai ver.

Alexia: Bom e ‘Enfiar o pé na jaca’ a gente pode fazer um relacionamento com a primeira palavra que a gente aprendeu hoje, que é ressaca.

Foster: Depois de enfiar no pé na jaca, você vai ficar com ressaca.

Alexia: Exatamente. É a fórmula perfeita. Então você pode usar essa expressão para ‘Nossa, eu vou enfiar muito o pé na jaca hoje, porque tá cheio de doce na festa e vou comer muito.’

Foster: É. Pode ser com comida. Eu acho que normalmente tem a ver com bebida, né?

Alexia: Tem a ver com comida, bastante, até porque existe a expressão hoje em dia com quem... é, malha bastante, que é jacar. Então ‘jacar’ é não seguir a dieta certinha. Então ‘eu vou jacar’, eu vou comer muito doce, eu vou sair da dieta. Então pode ser com comida e bebida.

💡

eu vou jacar - I’m going to splurge, stuff my face

💡

sair da dieta - go off my diet

Foster: E pode... Bom, eu estou pensando em inglês. Eu acho que a minha tradução seria ‘to binge’ ou ‘to go on a binge’. Então pode falar a mesma coisa, por exemplo com o Netflix?

Alexia: Hm... Não. Netflix eu usaria ‘Vou maratonar hoje’.

💡

Maratonar - A Netflix marathon, to go on a binge (watch a lot of episodes in a short period of time).

Foster: Maratonar... hoje. Um dia normal na vida da Alexia.

Alexia: É, não. Eu usaria mais em relação a comida e a bebida. Ou tipo, eu vou enfiar o pé na jaca. Vou dormir só às 6 da manhã.

Foster: Sim, sim. Então é tipo, ‘Bom gente, ontem eu enfiei na pé na jaca e hoje eu estou sofrendo muito, muito e com uma ressaca enorme. Bebi demais, é isso.’

Alexia: É isso.

Foster: Perfeito.

Alexia: E o último. A última, mas não menos importante seria ‘O que você está aprontando?’ Eu coloquei essa expressão especialmente para o Foster. Porque o Foster não entende o que é aprontar.

O que você está aprontando? What are up to? What are you getting at? (with the implication that someone is up to no good.)

Foster: Aprontar eu entendo que a Alexia está sempre gritando pros cachorros. Tipo, ‘O que você está aprontando?!’ E não faz muito sentido. É só a Alexia gritando pros cachorros. Então me explica.

Alexia: Aprontar é, por exemplo, quando você tem crianças em casa, ou cachorros novinhos e tal, eles sempre estão fazendo alguma besteira. Sempre estão pegando uma coisa e colocando num outro lugar. Em relação a puppies, filhotes, sempre estão roendo alguma coisa. Então você vira pro ser humano ou pro animal e pergunta ‘Que que você tá aprontando?’ tipo, ‘What are you up to?’ ‘Que que você tá fazendo aí?’ mas o aprontar significa você tá fazendo alguma coisa errada.

💡

Alexia says “puppies” a lot, but I don’t think it is too common in Brazil. Filhote would be the more common translation.

Foster: É. Do jeito que eu entendi sempre tem a ver com alguma coisa safada, né?

Alexia: É. Sempre é uma coisa meio... estranha.

Foster: Você sempre fala sobre os cachorros tipo, ah, ele apronta muito.

Alexia: É. Exatamente. Você também pode levar isso tipo, ‘Nossa, aprontei muito ontem na festa’. Então... é a mesma situação. É, teve muito…

💡

Nossa, aprontei muito ontem na festa. Geez, I was really up to no good at the party last night.

Foster: É. Quase tipo eu, tipo, estava meio tipo, meio safado. Não estava me comportando muito bem, não.

Alexia: Foster, você falando aqui que você tava meio safado, foi muito engraçado.

Foster: Eu sou meio safado, depois de enfiar o pé na jaca e com ressaca, aprontando.

💡

Safado - Naughty, cheeky.

Alexia: Você não pode falar isso.

💡

Você não pode falar isso. You can’t (shouldn't) say that.

Foster: Não pode falar, meu amor?

Alexia: Não. Bom, então é isso. Eu acho que foram oito expressões muito boas que vão ajudar bastante vocês. Todos os brasileiros sabem o que significa, não é regional, você pode falar isso em qualquer lugar do Brasil. E... é isso.

Foster: É isso. Brigado Alexia. Até a próxima.

Alexia: Brigada, Foster. E até semana que vem!