🗯️

S03:E07 - 7 Expressões que você precisa saber em português

Listen on:

Foster: Olá, Alexia! Tudo bem?

Alexia: Oi, Foster! Tudo e com você?

Foster: Tudo. Tudo. Estou cansadaço, muito cansado.

💡

Cansadaço -Exhuasted. Really tired.

💡

You can normally add the augmentatives -aço, or -ona to make things more exaggerated, and sometimes change the meaning completely.

Alexia: Estamos.

Foster: Sim, estamos bem cansados. Mas, além disso, tudo de boa. Não posso reclamar não.

💡

Além disso - other than that, apart from that, besides this.

💡

Não posso reclamar, não. I can’t complain.

💡

It is quite common to hear Brazilians add an extra não at the end of a negative statement just to give a little extra emphasis.

Alexia: Tá tudo de bom?

Foster: Tudo de bom!

Alexia: Tá tudo bem.

Foster: É. Então, Alexia, me fala é… A ideia pro episódio, hoje, foi a sua ideia. Então me explica, como que vai ser?

Alexia: Bom eu juntei, hoje, sete expressões e palavras que os brasileiros e os cariocas falam muito. Então são coisas que a gente fala no nosso dia-a-dia, que muitas vezes as pessoas que estão aprendendo a língua não entendem perfeitamente o que quer dizer, e… Eu acho que vai ser um episódio divertido! E interessante.

💡

Eu juntei - I put together. I gathered.

💡

no nosso dia-a-dia - in our everyday routine, day-to-day

💡

Eu acho que vai ser um episódio divertido! I think it’s going to be a fun episode! This is a great phrase to have in your back pocket (just replace ‘episode,’ with whatever fun activity you are going to do in Brazil.)

Foster: Perfeito! É minha coisa favorita com o português porque eu acho que a maioria do português do Brasil é bem informal, né? Vocês usam essas palavras, essas frases, o tempo inteiro.

💡

O tempo inteiro - all the time.

Alexia: Sim! No ambiente de trabalho…

💡

ambiente de trabalho - the workplace, in work environments.

Foster: Então é super importante saber essas gírias, essas expressões idiomáticas, essas palavras. Então vamos lá! Qual seria a primeira palavra, expressõe… Expressão! Nossa!

Alexia: Expressão.

Foster: Expressão.

Alexia: Sim. Você não fala o “X”.

💡

The /X/ sound in Brazil varies from region to region, from word to word, we will do an episode about it sooner than later :)

Foster: Bem carioca. Expressão. Então…

Alexia: A primeira seria “grana”.

Foster: Grana.

💡

Grana. Cash. An informal way to talk about money in Brazil.

Alexia: Você sabe o que significa “grana”?

💡

Você sabe o que significa? Do you know (this) means?

Foster: É… Eu acho que o sentido que mais… Sei lá, que eu escuto com mais frequência tem a ver com dinheiro.

💡

com mais frequência. More often.

Alexia: Sim. Money, money, money!

Foster: Make money! Make money! Então tipo uma graninha, uma grana.

Alexia: É. “Tô sem grana pra sair hoje”. Ou seja: não tenho dinheiro para sair hoje.

💡

“Tô sem grana pra sair hoje.” I don’t have money to go out tonight.

Foster: Exatamente.

Alexia: Então se alguma pessoa falar pra vocês, tipo… “Ah, ganhei uma grana com aquele emprego!”. Quer dizer que ganhou muito dinheiro.

Foster: É. Então é um jeito informal pra falar dinheiro. É isso?

Alexia: Exatamente.

Foster: Ótimo. Tem mais expressões informais com… Expressões com… Que tem a ver com dinheiro, né?

Alexia: Tem.

Foster: É, por exemplo, eu tava pensando em “quebrado”.

Alexia: É. Eu não uso, isso é muito mais pra paulista, “vou ganhar uns quebrados”.

Foster: Ah, vem, o Pablo, meu colega de quarto, sempre usa.

Alexia: Jura? Eu nunca escutei um carioca falar.

Foster: É… Ele sempre me falava tipo: “e aí, cara! Você tem cinco reais? Eu vou descer e vou comprar um açaí. Estou quebrado!”

Alexia: Ah, “estou quebrado!” Mas não quer dizer que é pra dinheiro. Quer dizer… “Quebrado” significa que você está completamente sem dinheiro.

💡

Estou quebrado - I’m broke. Apparently, you can say ‘uns quebrados’ in parts of São Paulo to signify small amounts of money.

Foster: Sim. É igual em inglês…

💡

É igual em inglês. It’s the same in English. (I'm broke.)

Alexia: Quando você fala…

Foster: ...I’m broke.

Alexia: É. Quando você fala “vou ganhar uns quebrados” quer dizer que é pouco dinheiro. Entendeu?

💡

Entendeu. You know? Did you get it? Do you understand?

Foster: Ah, não sabia!

Alexia: Isso que eu confundi agora!

💡

Isso que eu confundi agora! That’s what I was confused about right now.

Foster: Ah! Legal! Sabia não. Não, eu estava falando sobre: “estou quebrado”.

Alexia: É.

Alexia & Foster: I’m broke.

Alexia: Segunda palavra. É uma que você ama!

Foster: Minha… Talvez, minha palavra predileta em português.

Alexia: Que é “saideira”.

Foster: Saideira.

Alexia: One for the road!

Foster: {English} Mas, me explica. O que que é uma saideira?

Alexia: Saideira é a… Normalmente, é o último chopp da mesa, né. Então, imagina que você esteja num bar com os seus amigos e você esteja bebendo, com… Normalmente cerveja ou choppe e aí você pede pro garçom: “me vê a saideira”. Ou seja, é pra fechar a noite.

💡

Choppe. A small draught beer.

💡

É pra fechar a noite. It’s to finish the night. Wrap up the evening.

Foster: É.

Alexia: É a última.

Foster: E “me vê a saideira”, “me vê”, é um jeito um pouco informal de falar tipo: “pode me trazer”, né?

Alexia: Isso.

Foster: Mas nenhum carioca vai falar: “o senhor pode me trazer mais uma saidera?”

Alexia: Não, é: “me vê uma saideira”.

💡

Me vê uma saideira. Could I get one for the road?

Foster: Me vê uma saideira, cara!

Alexia: Ou os garçons e as garçonetes podem virar pra você e falarem: “já querem a saideira?”

Foster: É. Até eu lembro…

💡

Até eu lembro - I even remember…

Alexia: E isso pode ficar por dez saideiras ou seja, sempre vai ser uma saideira.

Foster: Não é uma coisa quase obrigatório.

Alexia: É infinita.

💡

É infinita. It is infinite. It never ends. (I just thought this was a beautiful way to express the non-stop draught beers in Brazil).

Foster: Você precisa tomar saideira.

Alexia: É.

Foster: Então todo mundo está, sei lá, jantando ou somente bebendo, sempre vai ter saideira.

💡

Sei lá. I don’t know. No idea.

Alexia: Sim.

Foster: E às vezes… Posso falar alguma coisa rapidinho? Que… Eu lembro que às vezes os garçons eles trazem o saideira sem te perguntar.

Alexia: Sem te pedir.

💡

Sem te pedir. Without asking you (for your permission)

Foster: É tipo “a saideira, cara” e eles botam mais quatro choppes na mesa e tipo… Bom, não queria mas agora já que está aqui uma saideira…

Alexia: Eles são ótimos em vendas, então…

💡

Em vendas. In sales.

Foster: É… É.

Alexia: É e também uma outra frase que vocês podem escutar muito é: “bora tomar a saideira e ir pra outro lugar?”

💡

Bora tomar a saideira e ir pra outro lugar. Let’s have one more and then go somewhere else.

💡

Bora is an abbreviation for embora, which comes from “Vamos embora!” Come on, let’s go. It’s quite common to hear Brazilians say just ‘bora’ or ‘vamo embora’

Foster: É. É a última coisa que você está fazendo. Mas, eu queria falar que é muito mais comum no Brasil, por exemplo, nos Estados Unidos a gente fala {English} eu acho que pelo menos no Rio mas eu acho que na maioria do Brasil, é quase obrigatório, você não vai sair de um lugar com alguém sem tomar saideira.

💡

obrigratório. Obligatory. Required. The direct translation (obligatory) is much more common in Brazilian Portuguese than in English. For example, o voto obrigratório. The required vote.

Alexia: Não, nunca!

Foster: Ótimo.

Alexia: Próximo! Seria uma coisa muito carioca que é “mermão”.

Foster: Mermão.

Alexia: Mermão…

Foster: Que quer dizer mermaid?

Alexia: Mermão vem de meu irmão.

💡

Vem de meu irmão. It comes from my brother.

Foster: Meu irmão.

Alexia: Nesse significado seria tipo: dude, mate, né? Uma coisa assim.

💡

Uma coisa assim. Something like that.

Foster: É. Cara, brother, é… Tem milhares de maneiras de falar tipo “cara”, “irmão”.

Alexia: É.

Foster: Mas, mermão, no Rio, você vai escutar sempre, sempre.

Alexia: É. Normalmente… Eu não falo tanto “mermão”. Eu falo… Na verdade… Desse tipo de gíria eu quase não falo nada mas, a maioria dos homens... Jovens, cariocas, usam.

💡

gíria - slang, colloquial expressions

Foster: É. Eu acho que é um pouco mais masculino, né?

Alexia: É. Então é por exemplo: “mermão ontem a praia tava uma delícia”.

💡

”Mermão ontem a praia tava uma delícia.” This is such an excellent example of how the stereotypical Carioca male speaks with his friends.

Foster: É.

Alexia: É uma expressão tipo assim: “Meu deus! A praia ontem tava uma delícia!”

Foster: É.

Alexia: Você pode falar “mermão” pra uma mulher ou pro homem porque é simplesmente uma expressão de chamar a sua atenção.

💡

Chamar a sua atenção. To get your attention.

Foster: É. Eu acho que a minha tradução em inglês pessoalmente pra mim seria “dude”.

Alexia: É.

Foster: {English} “Meu irmão! Você não vai acreditar nisso, meu irmão!”

Alexia: Mas não é “meu irmão”. É mermão.

Foster: Mermão! É eu lembro uma história que não lembro quem é mas… Ah, um aluno meu estava falando que estava nos Estados Unidos e ele falava muito “meu irmão”. Mermão. E os estados unidenses estavam entendendo é… Melon. Melon. E ele ganhou o apelido de Melon ao invés de mermão.

Alexia: Adorei. Por que que você falou estadounidense e não americanos?

💡

Adorei. That’s awesome. I loved it. Adorar literally translates to “to adore,” but the usage in Brazilian Portuguese is much more flexible.

Foster: Não sei… Realmente eu estou estudando francês agora e minha mente está um pouco complicada.

Alexia: Vamos lá! Próxima! “Boca livre”.

Foster: Boca livre!

💡

Boca livre. All you can eat. Open buffet.

Alexia: O que que é “boca livre”?

Foster: Realmente é uma coisa que não uso tanto mas eu entendo. E… É um lugar que você vai ter comida e provavelmente bebida também de graça.

Alexia: Sim. Bom, comida de graça é boca livre. Por exemplo: casamentos têm boca livre.

Foster: É.

Alexia: E bebida de graça a gente chama de open bar.

Foster: Open bar?

Alexia: É.

Foster: Não é bar livre?

Alexia: Não. Open bar.

💡

Another example of how quickly entire English phrases are quickly sneaking into Brazilian vernacular.

Foster: Mas, vocês têm um jeito que seria perfeito pra falar isso que seria bar livre.

Alexia: A gente não gosta.

Foster: Vocês falam open bar?

Alexia: Open bar! Vai ser open bar.

Foster: Nossa Senhora. Mas, então, boca livre é só com comida?

💡

Nossa Senhora! My goodness. Good grief. Goodness gracious.

Alexia: Sim. Boca livre é só com comida. Open bar é só com bebida.

Foster: E boca livre normalmente é só pra casamento ou pode ser qualquer festa?

Alexia: Pode ser qualquer festa então, normalmente assim… Você compra a entrada pra uma festa e fala: boca livre. Ou seja: você não vai pagar por nenhuma comida.

💡

It’s important to note that the verb “pagar” is paired with the preposition “por.”

Foster: Entendi. Legal, legal. E a próxima?

Alexia: A próxima, gente, só pra deixar bem claro que tem uma pessoa cortando grama aqui onde a gente tá. Então esse barulho que vocês talvez escutem por trás é dele.

💡

Só pra deixar bem claro. Just to make it really clear.

Foster: É mas tá tranquilo, meu irmão!

Alexia & Foster: Mermão!

Foster: Nossa! Mermão.

Alexia: Bom, a próxima é uma expressão que é: “colocar os assuntos em dia”. Ou seja: to catch up.

💡

Ou seja. In other words.

Foster: Catch up. É. É... Atualizar, né?

Alexia: Sim.

Foster: Seria a mesma coisa mas um pouco menos formal.

Alexia: Exatamente. Então…

Foster: É… Essa aqui é fácil.

Alexia: Colocar os assuntos em dia com amigos que você não vê há muito tempo, com família… Enfim, é uma expressão que a gente usa bastante também.

Foster: Sim. Então, pode me dar um exemplo?

Alexia: Sim. Por exemplo: “Eu, Bruna e Marina a gente vai se encontrar

hoje mais tarde para colocar os assuntos em dia”.

Foster: Tá. Poderia falar alguma coisa tipo assim: “Me coloque ao dia”? É tipo “me atualize”?

Alexia: Me atualiza.

Foster: É.

Alexia: Me atualiza.

Foster: Seria mais normal.

Alexia: Exatamente.

Foster: Ótimo.

Alexia: E a última…

Foster: E a última…!

Alexia: Mas não menos importante.

Foster: É que a gente vai matar esse homem que está no meu jardim!

Alexia: Eu não sei quanto dá pra escutar.

Foster: Não, acho que está tranquilo mermão.

Alexia: Bom, a última…

Foster: Se ele continuar assim ele vai ficar sem grana e a gente vai sair pra tomar uma saideira…

Alexia: E botar os assuntos em dia.

💡

E botar os assuntos em dia. And get things up to date.

Foster: Exatamente! Comer boca livre.

Alexia: Bom, “é de dar água na boca”.

Foster: É, realmente é uma frase que… Eu não sei se sabia ou não mas eu nunca uso. Então me explica. O que quer dizer?

Alexia: Nossa, eu super uso! Então por exemplo, tem uma…

Foster: Você usa muito?

Alexia: Eu uso.

Foster: Caraca, você com certeza que você está falando isso faz três anos e eu nunca entendi.

Alexia: Com certeza.

Foster: É. Pois é.

Alexia: É, eu amo doce, né, eu sou uma formiguinha. Então, por exemplo, se eu vejo uma torta…

Foster: Ahhhh….

Alexia: … de chocolate…

Foster: Agora entendi!

💡

Agora entendi. Ah, now I get it! Now I understand.

Alexia: Aquilo que me dá muita água na boca, me dá muito desejo.

Foster: É. Making your mouth water.

Alexia: Aham!

Foster: A gente tem uma frase bem parecida em inglês. Então, me dá uma frase.**

A gente tem uma frase bem parecida em inglês. We have a very similar phrase in English.

Alexia: Foster, ontem você me contou que você comeu o melhor hambúrguer da vida. E eu fiquei com muita água na boca.

💡

Ontem você me contou que...Yesterday you told me that...

💡

E eu fiquei com muita água na boca. My mouth was watering.

Foster: Nossa, eu estou ficando com água na minha boca agora. O jeito que eu falei agora está certo ou está um pouco sensual?

Alexia: Bem sensual. Ainda mais que você tá me olhando, então…

Foster: Mas pode usar o verbo “dar” ou “ficar”, né?

Alexia: É.

Foster: Tipo: “eu estou ficando com água…”.

Alexia: ...na boca”.

Foster: Ou “me deu água” ou “me da água”?

Alexia: Não.

Foster: Na boca.

Alexia: É, você pode usar “fiquei com água na boca”...

Foster: Uhum.

Alexia: ...né? Ou então “está me dando água na boca”.

Foster: Perfeito.

Alexia: É isso.

Foster: Perfeito. Mais alguma coisa, Alexia?

Alexia: Não, eu espero que vocês tenham gostado desse episódio super explicativo de expressões, gírias, formas de falar porque tem muitas mais e a gente vai gravar mais episódio sobre isso.

Foster: É. E eu prometo pra vocês que se você falar “saidera” tipo “gente vamos tomar a saideira”, né?

Alexia: Aham.

Foster: Todo mundo vai te adorar! E também se você estiver no Rio e se você falar: “e aí mermão”, todo mundo vai rir um pouco mas eles vão ficar muito feliz com você.

Alexia: Vão amar porque vocês vão saber um pouco mais da nossa cultura carioquês.

Foster: Exatamente. Mas eu acho que além de “mermão”, todas essas palavras sirvem para a maioria do Brasil.

Alexia: Servem.

Foster: Servem.

Alexia: Servem. Sim.

Foster: Ótimo! Então, até o próximo episódio, Alexia!

Alexia: Até a próxima!

Foster: Tchau, tchau!

Alexia: Tchau!