🧑🏻‍💻

S02:E20 - Tecnologia e saúde mental

Foster: Olá, olá pessoal! Olá Alexia, tudo bem?

Alexia: Olá! Tudo, e você?

Foster: Tudo ótimo! Obrigado. Então Alexia, o que vamos falar sobre hoje?

Alexia: Eu acho que a gente pode dar dicas de aplicativos pro celular, que podem melhorar o uso do seu celular no sentido de não ficar tão dependente dele, ou usar o celular de uma forma que te traga um pouco mais de saúde mental.

💡

dicas - tips, hints aplicativos - apps (cell phone apps) saúde mental - mental health

Foster: Tá. E foi você que surgiu esse tema?

Alexia: Sugeriu.

Foster: Sugeriu! Eu sabia que estava errada, mas... Bom, pode falar mais uma vez?

💡

pode falar mais uma vez? - can you say it one more time?

Alexia: Sugeriu.

Foster: Sugeriu.

Alexia: Isso.

Foster: Então, foi você que sugeriu esse tema, por quê? Por que você está sofrendo com a saúde mental, ou você está passando tempo demais no celular?

Alexia: Eu não acho que eu passe tempo demais comparado com as outras pessoas, eu acho que pra mim... Não, é sério.

Foster: Não sou eu, são os outros.

Alexia: Não, não é você não, não é você não, são os meus amigos brasileiros na maioria das vezes. Mas, acho que pra mim, o tempo que eu gasto no meu celular, pra mim me incomoda. Começou a me incomodar.

💡

começou a me incomodar - it started to annoy me a little, make me uncomfortable Foster

Foster: Sim. Eu posso falar pessoalmente que eu uso meu celular, eu dependo muito do meu celular, se eu perder meu celular, a minha vida acaba, basicamente, né. É muito, muito absurdo isso. Mas também os brasileiros são viciados nos celulares, sobretudo WhatsApp.

💡

eu posso falar pessoalmente - I can personally say, I can say from experience.   viciados - addicted

Alexia: A gente adora. A gente adora, é muito legal, né? Bom, Instagram. Facebook, Whatsapp, a gente ama. E eu acho que tem que amar mesmo, eu acho que faz parte da nossa vida. É uma coisa moderna, mas assim, tudo em excesso faz mal, não é verdade?

💡

tudo em excesso faz mal - anything in excess is bad for you

Foster: Exatamente.

Alexia: Então a gente precisa lidar com isso.

Foster: Eu acho muito legal que os brasileiros adoram, mas tudo tem um limite, né?

Alexia: Limite.

Foster: Limite. Desculpa gente, acabei de acordar. Mas tudo em moderação, né?

💡

desculpa gente, acabei de acordar - sorry guys, I just woke up

Alexia: Tudo com moderação, exatamente.

Foster: Exatamente.

Alexia: Então, eu por exemplo, eu saí um dia com uma amiga minha, a gente foi pra um bar ou restaurante, agora não lembro, e ela de cinco em cinco minutos ficava pegando no celular pra ver se tinha alguma coisa nova no Instagram. Cinco em cinco minutos. E aí, um dia muito engraçado, o namorado dela gravou, quer dizer, cronometrou quanto tempo que ela ficou olhando o celular enquanto eles dois tavam dentro de um restaurante.

💡

cinco em cinco minutos - every 5 minutes

Foster: A gente não vai dar nomes aqui. Então amigos da Alexia podem ficar tranquilos.

Alexia: Não, vocês sabes exatamente quem são. E aí ele viu que ela passou treze minutos e quarenta e dois segundos olhando o celular, sem trocar uma palavra com ele.

💡

sem trocar uma palavra - without saying a word

Foster: Sim, sim. E não problema única pro Brasil, é uma coisa que eu vejo aqui nos Estados Unidos, que também... mas eu não sei a quantidade de vezes que você e eu, a gente estava, sei lá, saindo pra comer num restaurante, e todo mundo no restaurante estava, ninguém estava falando, todo mundo no celular. Com cabeça pra baixo. É uma coisa ridícula, nossa.

💡

É uma coisa ridícula, nossa! - It's ridiculous, my goodness!

Alexia: Bom, eu preciso de celular, porque quando eu to com meu namorado, meu pai ta morando longe. Quando to com meu pai, meu namorado ta morando longe. Então, eu preciso de celular pra ter o mínimo de comunicação com essas duas pessoas importantes na minha vida. E eu assumo que eu fico checando de vez em quando, pego, vejo se não tinha entrado alguma ligação, porque na minha casa a internet é ruim, normalmente, e não entra ligação de whatsapp, então as vezes o Foster me liga e eu não vejo. Então...

Foster: Sim, sim.

Alexia: Mas aí eu descobri um aplicativo que se chama Moment.

Foster: Moment.

Alexia: E o Moment diz “Use your phone less. Set daily limits and get back to your life”. Então é literalmente uma coisa pra você realmente se tocar como é que você tá usando o celular. Então por exemplo, eu to agora olhando pra ele, e ontem eu fiquei 3 horas no total de 24 horas no meu celular. Anteontem eu fiquei 2 horas e 15.

💡

anteontem - the day before yesterday

Foster: 13 horas de 24 horas, mas você estava dormindo pelo menos 8 horas né. Então a gente pode falar tipo, de 12 horas, ou sei lá 15 horas que você estava acordada, um quinto do por cento das vezes, você estava no celular. Perigoso. Eu acho que não é muito saudável.

💡

Eu acho que não é muito saudável - I don't think it's very healthy

Alexia: É, nó dia que a gente viajou pra voltar pra casa, né, que foi no dia 22 se não me engano. Eu fiquei 4 horas e 11 no celular.

💡

se não me engano - if I'm not mistaken

Foster: Caraca!

Alexia: Aí quando você clica em cima. Para com isso. Quando você clica em cima, você vê exatamente em que momento você acordou e pick up, quanto tempo passou. E também mostra quantos pick ups tiveram ao longo do dia. Porque não é somente o tempo, é quantas vezes você pega o telefone pra ver se tem alguma notificação, pra ver a hora, pra ver alguma coisa. Então ele também mostra isso.

Foster: Sim, e tem algum jeito pra, sei lá, por exemplo, se eu ficar uma hora falando com amigo meu pelo Whatsapp, tem um jeito de tirar certos aplicativos, pra não contar?

Alexia: Não, isso ele não conta. Por exemplo, você está preocupado com seu podcast, né? Isso ele não conta. Ele conta o momento que você fica olhando pra tela, que você fica mexendo. Então se você ligar pra alguém, deixar o telefone de lado e ficar falando com essa pessoa, não conta. Isso não é usar o celular, isso não é ficar olhando pra tela e vendo stories do Instagram, entendeu? É diferente.

💡

isso não conta - this doesn't count que você fica mexendo - that you spend messing around on your cell phone 

Foster: Então, pra mim, 3 horas de olhando pra tela, realmente mexendo no celular, fazendo coisas no Instagram, no Whatsaspp, etc. É muito tempo.

Alexia: É, mas eu trabalho com a Instagram.

Foster: Eu não sei quanto tempo. Sim, sim. Mas caraca!

💡

Mas caraca! - But, Good Lord!

Alexia: É, é surreal. E aí, dentro desse aplicativo, tem cursos. Você pode fazer o Premium, né, você pode pagar, acho que são quatro dólares pra sempre, mas eu não paguei

Foster: Mas o aplicativo normal é de graça?

💡

de graça - free

Alexia: É. E aí tem esse curso de graça que se chama Bored & Brilliant, te dá um dia a dia do que você fazer com o celular. Então por exemplo, amanhã, né, comecei o curso hoje. Hoje você vai ver como é que você fica no celular. Ele fala...

💡

dia a dia - daily

Foster: Você começou?

Alexia: Já fiz, já completei uma semana.

Foster: Ah, tá.

Alexia: “Analise a forma como você olha o celular”. Aí amanhã “deixe o celular em algum lugar trancado, digamos assim, por quarenta minutos” deixa, guarda lá. Aí no outro dia “Não tira nenhuma foto, não tira nenhum PrintScreen não faça não sei o que...” e assim ele vai indo, ele vai dando dicas. E aí ele faz um gráfico analítico de como é que mudou pro seu dia a dia normal do que quando você começou a fazer o curso, pra mostrar a diferença, se realmente tá adiantando ou não, e o quanto você melhorou.

💡

PrintScreen - ScreenShot

Foster: Ótimo, ótimo. Eu acho uma ideia incrível. Amor, você tem, sei lá, algum objetivo, tipo uma quantidade de tempo que você quer deter como seu normal?

💡

eu acho uma ideia incrível - I think it's an incredible idea

Alexia: Sim. Eu percebi que depois que eu tive o curso, eu sai de quatro horas e fui, olha, deixa eu ver aqui, to pegando agora, e fui pra duas horas e dezessete, duas horas e quinze. Esse é meu dia a dia normal, tá? Depois de ter feito o curso. Então, a minha intenção é pegar esse duas horas e quinze e dividir por dois. E aí, passar uma hora no celular, por doze horas que é normal que a gente tá acordado né, seria o ideal pra mim. Então é: acordou, viu as notificações, deixou o celular de lado. Depois do almoço ou a tarde, você vê de novo, deixa de lado. E a noite você vê de novo e vai dormir. E parar de ver tanto o Instagram antes de dormir, que aí é meu modo de ter lazer, digamos assim. Entendeu? E eu posso ter lazer de outras formas.

💡

lazer - leisure, time for pleasure

Foster: Sim, sim. Antes de dormir eu estou escutando podcast, a Alexia está no Instagram. Todo mundo tem seus vícios.

💡

todo mundo tem seus vícios - everyone has their vices (bad habits)

Alexia: É, vícios.

Foster: Para mim, o ideal seria...

Alexia: Ideal?

Foster: Ideal serial menos de uma hora, pra mim pessoalmente. Porque...

Alexia: Mas você baixou esse aplicativo? Você disse que ia baixar e não viu, né?

💡

Mas você baixou esse aplicativo? - But did you download the app?

Foster: Não, mas eu estou falando somente tipo, em tese, eu acho que se eu vou ficar doze horas acordado no dia, passando mais de uma hora no celular, já está começando a ficar um pouco não muito saudável, não é vida, né?

Alexia: Não, não é vida. Mas ao mesmo tempo, a dependência que o trabalho tem com o celular é surreal. Então por exemplo, o Whatsapp, agora existe o Web Whatsapp, que você pode usar no computador, então ótimo, perfeito. Agora o Instagram, eu ainda não consigo fazer as coisas só pela internet, pelo computador, desculpa. Então eu dependo do aplicativo do Instagramque tá no meu celular. Porque o aplicativo que tá no computador não funciona pra todas as coisas que a gente precisa fazer. Então, é difícil. Ainda vai ser difícil.

💡

Ainda vai ser difícil - It's still going to be difficult.

Foster: Sim, sim. Mas eu acho que pode desenvolver um sistema tipo... Tá, você vai trabalhar com o Instagram uma hora por dia, e daí esse não conta. Você pode saber que essa hora foi no Instagram trabalhando, mas a outra hora foi de lazer, foi de brincadeira. Então acho que é possível.

💡

desenvolver - to develop

Alexia: É, difícil, mas vai dar tudo certo. Eu to num caminho bom, só de já ter descoberto esse aplicativo tá me ajudando bastante.

💡

vai dar tudo certo - everything is going to be alright

Foster: Ah, que bom, que bom. Bom, gente eu acho que tem muitos, muitos mais, tem um monte de aplicativos, assim, área de meditação, de ficar um pouco mais conscientes de nossos relacionamentos com os nossos aparelhos, está bombando hoje em dia. Então a gente pode falar muito sobre isso, mas eu queria recomendar que na primeira temporada a gente fez um episódio falando sobre meditação, que talvez ajude também.

💡

You can check out our episode about meditation in Season 1 Episode 10

Alexia: Sim, verdade. Verdade. Aliás, essa semana tem meditação, aqui, eu vou fazer meditação e yoga.

Foster: Que bom. Bom, Alexia, mais alguma coisa?

Alexia: Não, só isso. Baixem esse aplicativo e depois deixem um comentário pra gente, contando como é que foi.

Foster: Perfeito. A gente vai colocar o link pro aplicativo nos shortnotes. E agora Alexia, It is time to read a listener review. Então, a gente está recebendo muitas, como é que fala Review mesmo? Resenha?

Alexia: Feedback, muito feedback.

Foster: É, a gente tá recebendo muito feedback de nossos ouvintes, e dá pra gente tanta felicidade. Porque realmente Carioca Connection é um projeto de paixão, de amor, então o feedback de vocês, é um programa feito para vocês, ajuda a gente muito. Então , dá um feedback pra gente no iTunes. E Alexia, você quer ler?

Alexia: Claro! Vamos lá. Deixa eu escolher aqui. Esse vem do James David Ford.

Foster: Sim, sim. Conheço ele.

Alexia: Então ele fala "As a brand new student to Brazilian Portuguese, I am excited to have the opportunity to listen to such a well produced high quality podcast. Alexia and Foster are to be *inaudível* together content that are accessible to absolutely beginners, but has plenty of content for more advanced learners, as other reviews here attest to. Muito obrigado, Alexia e Foster!”

Foster: De nada, James. E o inglês excelente da minha namorada Alexia. Então gente, escreve um feedback, se puder ser no Itunes, ajuda a gente muito pra outras pessoas acharem o programa, também.

Alexia: Se puder.

Foster: Se puder. Bom, mais alguma coisa Alexia?

Alexia: Não, não, não. Agora eu vou comer meu almoço.

Foster: Tá bom Alexia. Então bom almoço e a gente se fala logo.

Alexia: Tchau!

Foster: Tchau!