🦾

S02:E14 - Intervenção Militar no Rio de Janeiro

Foster: Olá, Alexia!

Alexia: Oi, Foster!

Foster: Tudo bem?

Alexia: Tudo e você?

Foster: Tudo! Tudo! É… Na verdade, eu acho que é o episódio que a gente fez ontem foi um pouco pesado, né?

💡

o episódio que a gente fez ontem foi um pouco pesado, né? - the episode that we did yesterday was pretty heavy, don't you think? 

Alexia: É, foi! Mas ao mesmo tempo eu tava pensando sobre isso e sobre o que as pessoas que estão escutando vão pensar. E não deixa de ser a realidade, não deixa de ser uma fase ruim. Não é que o Rio vá ficar assim para sempre. É uma fase! É o que tá acontecendo nesse momento.

💡

É, foi! - Yeah, it was! ao mesmo tempo - at the same time não deixa de ser a realidade - it doesn't mean it's not true

Foster: Então, você estava falando sobre a intervenção…?

Alexia: Intervenção.

Foster: Intervenção. Palavra impossível para mim! Militar, né?

💡

palavra impossível para mim - this word is impossible for me!

Alexia: Isso!

Foster: Que quer dizer que basicamente os militares têm controle da cidade hoje em dia.

Alexia: Isso.

Foster: Então como… Como funciona no dia a dia?

💡

no dia a dia - day-to-day, in everyday situations

Alexia: Bom, é… Não me entendam mal não é igual a Ditadura… Tá, porque… 

💡

não me entendam mal - don't misunderstand me, don't take this the wrong way. 

Foster: Não tem tanques na rua?

Alexia: Tem.

Foster: Tem tanques na rua? Sério?

💡

sério? - really?

Alexia: Aham.

Foster: Nas ruas normais?

Alexia: Tem.

Foster: Caraca!

💡

caraca - my goodness, geez, wow

Alexia: Tem, bom! Tem todo o aparato militar pelas ruas, e…

Foster: O meu objetivo desse episódio foi: “vamos convencer todo mundo que o Rio é seguro, você ainda pode visitar…” e a gente tá começando com tanques na rua.

Alexia: Não, mas olha só, peraí! Isso acabou de acontecer. Faz um dia, exatamente um dia que começou a intervenção militar e vai até dezembro de 2018. Então, o Rio de Janeiro tem esse tempo todo pra: curar a crise de Estado e curar a criminalidade ostensiva que tá acontecendo na cidade. Eu… Assim, se as pessoas me perguntarem: “Ah, Alexia: o que você acha disso?”. Eu ainda não sei. Eu acho que de todas as opções que a gente tem, nesse momento, essa é uma das melhores. Ao mesmo tempo, tem gente confundindo falando que é o poder federal em cima do Rio, que não pode fazer isso. Que a gente tem que entender o que tá acontecendo, conversar antes e depois agir.

💡

olhá só, peraí! - hey, wait a second! acabou de acontecer - this just happened tem gente confundindo - they're people getting the story wrong, not getting their facts straight

Foster: Tá.

Alexia: Mas eu acho que a gente já passou desse ponto.

💡

a gente já passou desse ponto - we've already crossed that line

Foster: Eu acho que a coisa mais, sei lá, útil pros nossos ouvintes seria: se você estivesse visitando o Rio, o que você pode fazer? Tipo, quais são as medidas, pode falar?

💡

medidas - measures

Alexia: Aham!

Foster: Para tomar para segurar…

Alexia: Pra ter cuidado!

Foster: É, pra se segurar…

Alexia: Pra ter cuidado. Como eu falei no episódio anterior: eu nunca fui assaltada. Então assim: eu tenho cuidado.

Foster: Eu também não!

Alexia: É.

Foster: E também a maioria dos meus alunos, talvez eles têm uma história de um amigo… Mas não é tão, tão comum não que todo mundo tinha pistola na cabeça!

Alexia: Bom, o que eu acho que as pessoas que tão vindo, tão indo - que eu ainda não estou no Rio, estou indo amanhã pra lá -, que estão indo para o Rio podem fazer é: não andem de cordão, brinco, pulseira e anéis. Não andem!

💡

cordão - necklace brinco - jewelry pulseira - bracelet anéis - rings

Foster: Posso falar uma coisa antes?

💡

posso falar uma coisa antes - can I say something really quick?

Alexia: Aham!

Foster: A primeira coisa que você deve fazer é aprender português pra caramba!

Alexia: É verdade!

Foster: O melhor o seu português, menos roubo você vai ter!

Alexia: É verdade! Eu até tenho uma história pra contar depois disso. Bom, enfim…

Foster: Tá!

Alexia: Você não precisa vir com jóias, não precisa vir com nada… Se você tem um cordão que você ama muito e não quer que ninguém arranque do seu pescoço, deixa em casa.

💡

deixa em casa - leave it at home!

Foster: Não, caraca! Você está no Rio, praia!

Alexia: Exatamente! Além de tudo você pode perder dentro do mar. Então não é legal. Não andem com celular e câmeras à mostra, tá? Eu sei que o Rio de Janeiro é maravilhoso para tirar fotos e vocês querem guardar cada detalhe mas não façam isso.

💡

guardar cada detalhe - save every moment

Foster: Sim.

Alexia: A não ser que vocês estejam em um lugar seguro.

💡

a não ser que - unless (you are in a safe place)

Foster: Basicamente eu gosto de tirar fotos, basicamente com a minha câmera boa, de meu Canon, gosto muito mais e é muito importante para mim. E eu não tiro fotos em Ipanema, Copacabana, dos lugares turísticos, né? Porque é… Eu sou alvo fácil! Né?

Alexia: Sim!

Foster: Mas, eu tiro com o meu iPhone sem problemas porque eu sei que eu posso perder o meu iPhone e não é o fim do mundo.

Alexia: Não, claro. É… Andem com a doleira com o porta-dólar. Como é que se diz isso em inglês?

💡

a doleira - a fanny-pack, a bag that is easy to conceal

Foster: Fanny pack.

Alexia: Isso!

Foster: Alexia is a big fan of the fanny pack!

Alexia: Sou super!

Foster: Bring the fanny pack, back!

Alexia: Coloquem um dinheiro lá, junto com os documentos que vocês querem andar pela cidade, enfim. Gente o que eu quero dizer é que nesse momento do Rio de Janeiro não vai ficar assim pra sempre, essa cidade nunca foi assim, está passando por uma fase ruim, está um pouco mais complicado e todo o cuidado é pouco. Isso é uma expressão nossa: “todo o cuidado é pouco.”. O Rio continua lindo, podem marcar de virem visitar, de irem visitar na verdade. Eu tô doida pra voltar pro Rio, pra ir à praia, pra ver os meus amigos, pra sair, pra ir pra barzinho… Toda a nossa cultura e tudo, todas as pessoas continuam iguais. A única coisa que a gente não quer é que vocês se machuquem e que vocês não se assustem.

💡

um dinheiro - money. In Portuguese, we usually say "A money," when in English we would omit the article.

Foster: Sim.

Alexia: Porque tá acontecendo isso no Rio é uma realidade e a gente resolveu falar isso pra vocês.

Foster: Sim. Eu acho que… Eu sei que a situação é um pouco diferente hoje em dia e você tem que tomar cuidado mas, na maioria dos casos, que eu vi alguém tipo um amigo meu ou alguém que visitou o Rio e tinha problema de segurança, foi uma coisa que poderia ter acontecido em qualquer lugar do mundo. Tipo, os meus vizinhos tavam andando pra Copacabana a meia noite com, é, relógio e coisa assim.

💡

meia noite - midnight relógio - watch

Alexia: É, a minha única questão com isso tudo - concordo, pode acontecer em qualquer lugar, com qualquer pessoa, sendo na Suíça ou sendo, sei lá, na Bolívia.

💡

minha única questão com isso tudo - the only issue that I take with all of this is

Foster: Suíça acho que não! Relógio? Já tem o suficiente, né?

Alexia: Mas você entendeu o que eu quis dizer? É, a única coisa que eu falo é que pode acontecer… Mas no Rio acontece toda hora. Não com a gente, Graças a Deus é, enfim… Todo cuidado é pouco assim como eu vou ter e não me entendam mal, eu espero que vocês continuem gostando do Rio, continuem gostando da gente, escutando a gente! E, enfim! A gente promete que no próximo episódio vai vir com umas coisas mais legais, mais pra frente, mais animadas!

💡

mas você entendeu o que eu quis dizer? - but you understood what I was trying to say, right? graças a Deus - thank God!

Foster: É! Mas são coisas importantes. Mas não é o último episódio do Carioca Connection! Vamos seguir pra frente! Né?

Alexia: Sim, claro!

Foster: Sim! O Brasil é um país maravilhoso, o meu país predileto do mundo, eu amo o Brasil! Amo o Rio de Janeiro! É a minha cidade fora da minha cidade natal! Só coisas boas, além das coisas que a gente falei pra falar sobre o Rio.

Alexia: Além das coisas que a gente falou!

Foster: Sim, sim! Tá, é…

Alexia: Então é isso, gente!

Foster: Mais alguma coisa?

Alexia: Não! Eu acho que se alguém quiser falar mais sobre isso pode mandar e-mail pra gente perguntando, tá?

Foster: Perfeito!

Alexia: E é isso!

Foster: Ta bom. Então, até já já!

Alexia: Até já, tchau!