💖

S01:E05 - Brazilians love New York

Listen on:

Foster: Estamos gravando, Alexia! Então, a gente está falando hoje sobre uma amiga nossa que está em Nova York.

Alexia: Sim!

Foster: E Alexia ficou com muitas saudades daquela cidade. Por quê, Alexia?

💡

ficou com muitas saudades. She/he missed it a lot. "Saudade" is a feeling of longing, melancholy, or nostalgia that is supposedly characteristic of the Portuguese or Brazilian temperament.

Alexia: Ah, eu acho que sempre foi um sonho conhecer Nova York, mas a cidade em si. Eu passei 20 dias lá.

💡

eu acho que sempre foi um sonho conhecer Nova York. I think it was always a dream to visit New York

💡

Eu passei 20 dias lá. I spent 20 days there. In Brazilian Portuguese we say "pass time" instead of "spend time".

Foster: Você passou 20 dias lá? Quando? Em qual época?

Alexia: Nossa, quando eu tinha 21 anos. Eu estou com 26 agora.

Foster: Você tem 26 agora?!

Alexia: Eu tenho 26 agora!

💡

Eu tenho 26 agora! I am 26 years old now. In Brazilian Portuguese, we say "I have 26 years old" instead of "I am 26 years old."

Foster: Caraca, velhinha!

💡

Caraca, velhinha! "Caraca" express amazement. It can be understood as "damn". "Velhinha" comes from "velha" and it means "old." Brazilians often add the diminutive to make the word softer.

Alexia: Muito! E você é mais velho do que eu! Daqui a pouco vai fazer 27, antes de mim.

Foster: É isso. Bom, o que você fez o que você pensou da cidade e por que você está com saudade agora?

Alexia: Ah, porque eu morro de saudade daquela cidade! Tudo acontece, literalmente, em Nova York. Você tem uma ambientação cultural muito forte. Então você tem todos os museus incríveis aos seus pés. Você tem a Time Square, onde tudo acontece. Você tem todos os musicais mais incríveis que está acontecendo, você tem o off-Broadway, que é incrível também! Todos os teatros, as peças. Enfim, você anda e respira cultura naquela cidade. E obviamente, para quem gosta de comprar, é uma das cidades também para ir, né?

💡

você anda e respira cultura naquela cidade. It's an express to say there is culture everywhere. It literally means "you walk and breathe culture in that city."

Foster: Para ir às compras.

Alexia: Sim.

Foster: É, realmente é a cidade que nunca dorme! A gente fala em inglês.

💡

é a cidade que nunca dorme! It's the city that never sleeps.

Alexia: Não. É impressionante! Quando eu estava lá no hotel, era sirene a noite inteira, era gente na rua a noite inteira. Eu fui no meio de uma nevasca. Na época foi a pior...

Foster: Nevasca quer dizer muita neve.

💡

Nevasca. Blizzard.

Alexia: Muuuita neve! Tempestade de neve, na verdade.

Foster: Para um brasileiro, isso deve ser bem difícil.

Alexia: Então, eu fui sozinha. Aí no avião, meu avião já começou a mexer, pareceu uma montanha-russa. Já comecei a entrar em desespero!

Foster: Como que fala isso? Turbulência?

Alexia: Turbulência.

💡

Turbulência. Turbulence.

Foster: Turbulência.

Alexia: Muita turbulência. E aí quando eu saltei lá, enfim, peguei a minha mala e tal, fui procurar o shuttle - que é a van que leva pela cidade - entrei no shuttle, o motorista era um amor, aí quando eu saí assim do aeroporto e vi pela primeira vez a cidade, eu falei: "Gente, só tem neve aqui!". Tudo branco. Eu falei: "Como é que eu vou andar?". E eu fui com uma mala enorme carregando e a porta do meu hotel estava toda cheia de neve. Eu não conseguia entrar. Quer dizer, o carro não conseguia passar. Aí ele me deixou numa outra esquina, me ajudou a botar a mala no chão. Aí fui eu com sete casacos, gorros, luva, cachecol, morrendo de frio, carregando a mala igual a uma desesperada, aí eu caía, a mala caía, a gente caía! Uma loucura!

💡

o motorista. The driver.

💡

gorros. Beanies

💡

luva. Gloves

💡

cachecol. Scarf

Foster: E onde você ficou, se lembra?

Alexia: Eu fiquei num hotel chamado Park Savoy Hotel, que fica na 47th com a 3rd.

Foster: Ah, é pertinho de onde eu morava!

Alexia: E é muito bom. E esse lugar especificamente você está a dois quarteirões do Central Park, você está a cinco quarteirões da Time Square, você está a dois quarteirões da 5th Avenida, então assim, você andava para tudo.

Foster: Você foi para a avenida brasileira?

💡

a avenida brasileira. The Brazilian Avenue

Alexia: Lógico! Tirei foto. Eu lá embaixo.

Foster: Você comeu feijoada lá?

Alexia: Não tive coragem. Eu falei: "Não, gente, estou aqui, vou comer Bagels, vou comer cachorro-quente na rua, vou comer tudo!". Foi muito engraçado. Um dia eu fui num restaurante japonês e aí pedi tudo o que eu queria, virei para o garçom e falei: "Eu queria um Hot Filadélfia". Aí ele: "Ahm?!". "Hot Filadelfia!". Aí ele: "Não sei o que é isso". Aí comecei a explicar como que era feito e tal aí ele soltou assim: "Só vocês mesmos brasileiros!". E saiu. E nunca mais voltou!

💡

Não tive coragem. I wasn't brave enough. Brazilians normally say "I had no courage" (to do something).

💡

Só vocês mesmos brasileiros! It means that only Brazilian people would do such a thing.

💡

Ahm?! Sound Brazilians normally make when they don't understand something. It means "what?"

Foster: Por que eles não tinham?

Alexia: Não tem, não tem. Hot é uma coisa muito daqui.

Foster: Agora, eu acho que tem em alguns lugares. Mas, também, a gente não fala Hot Filadelfia. Eu não sei exatamente o que é...

Alexia: Seria Filadelfia Hot!

Foster: Não sei exatamente. Mas, você estava contando para mim uma história engraçada quando você entrou no Bloomingdale's. Conta pra gente!

💡

Conta pra gente! Tell us. Sometimes Brazilians use "a gente" instead of "nós" meaning "we/us."

Alexia: Ah, é, eu tenho duas histórias engraçadas, na verdade. Quando eu fui ao Bloomingdale's, eu optei por sair. E aí logo na minha saída do hotel, o recepcionista virou para mim e falou: "VOCÊ VAI SAIR?!". Assim: "Vou!". Ele: "Tá nevando muito! Por que você vai sair? Fica dentro do hotel, você vai se machucar, você não vai saber voltar!". Eu: "Não, fica tranquilo, está tudo certo! Eu vou na Bloomingdale's e volto". Ele: "Então, já que você vai sair, vai pelo Central Park! Passeie pelo Central Park!". E aí eu fui. O Central Park todo cheio de neve! Uma visão linda, incrível, para mim que sou brasileira. Fiquei apaixonada! Aí eu estou andando, aí vejo crianças brincando, adultos jogando bolinhas de neve em adulto e tal, não sei o quê. E aí comecei a andar e todas as pessoas que estavam brincando no meio de uma nevasca em Nova York eram brasileiros! Não tinha um americano! Até que o cara da frente escutou uma família falando em português, aí ele virou e falou para todo mundo em volta: "A gente só podia estar aqui, né?! Só nós podíamos estar aqui!"

💡

você vai se machucar. You will get hurt.

💡

Não tinha um americano! There wasn't even one American.

Foster: Mas, é verdade que o brasileiro adora Nova York!

💡

o brasileiro adora Nova York! Brazilians love New York.

Alexia: Ama! A gente ama!

Foster: Não sei por que. É tipo Nova York, Miami e San Diego. E Disney. Vocês amam.

Alexia: Eu nunca fui para Miami e também nunca fui para San Diego. Mas, assim... é. Aí, enfim, foi essa questão no Central Park andando e aí eu finalmente cheguei na Bloomingdale's. E quando eu entrei na Bloomingdale's, gente, pelo amor de Deus, eu sou muito fã do Friends (do seriado)... e eu assisti a minha vida inteira, então eu via a Rachel indo para o Bloomingdale's, trabalhando lá no setor de compras e vendas e tal, quando eu entrei, eu falei: "Gente, estou no meio de um seriado, estou no meio de um episódio do Friends, sabe?". E aí eu lembro que na época minha mãe tinha me pedido para comprar maquiagem e também alguma coisa de roupa - eu não lembro direito - quando eu me vi, eu estava sentada no quiosquezinho - eu não lembro de qual marca era  - deixando a mulher toda me maquiar e eu levando tudo, comprando tudo porque na época o dólar estava muito melhor do que hoje!

💡

finalmente cheguei. I finally arrived.

💡

quiosquezinho. Diminutive form of kiosk.

💡

eu sou muito fã do Friends (do seriado). I'm a big fan of Friends (TV show)

Foster: Pois é.

Alexia: E realmente Nova York... eu acho que, pelo fato de você encontrar tudo em uma única cidade, tanto natureza, quanto cultura, quanto comprar, quanto pessoas interessantes e é uma mistura de cultura tão grande em Nova York, que eu fiquei muito apaixonada. Eu confesso que eu não fui para fora de Manhattan, ainda falta eu conhecer isso.

💡

eu fiquei muito apaixonada. I've fallen in love (with it).

Foster: Isso é normal.

Alexia: Mas, eu assisti jogo de rugby. Eu amei.

Foster: Jogo de rugby? Mesmo?

Alexia: No Madison Square Garden.

Foster: Ah, que legal! Nunca vi.

Alexia: Me perdi no metrô, ao invés de subir, desci e fui parar lá perto da Bolsa, pode ser na parte da Bolsa de Valores.

💡

Me perdi no metrô. I got lost in the subway.

💡

Bolsa de Valores. Stock Exchange.

Foster: Financial District.

Alexia: É, no Financial District.

Foster: O metrô lá é um pouquinho mais complicado do que aqui no Rio.

Alexia: Muito mais!

Foster: Aqui no Rio, só tem uma linha só.

Alexia: Duas, vai! Uma para subir e outra para descer!

Foster: É. Bom, enfim, parece que a sua experiência em Nova York foi boa, né?

Alexia: Muuito!

Foster: Você gostaria de voltar um dia?

💡

Você gostaria de voltar um dia? Would you like to go back one day?

Alexia: Muuuito! Tem tanta coisa para ver lá! Tem muita cidade!

Foster: Um dia a gente volta, tá?

Alexia: Final do ano!

Foster: Pode ser.

Alexia: Vamos passar o Ano Novo lá?

💡

o Ano Novo. New Year.

Foster: Pode ser.

Alexia: Ahhhh, vamos passar o Natal lá!

💡

o Natal. Christmas

Foster: Talvez, pode ser.

Alexia: Por favor!

Foster: Tá, vamos lá! Então, isso é tudo, gente! Aquele abraço!

Alexia: Tchau, tchau!