🍔

S07:E09 - Wait... Is Méqui Donalds a thing?

Listen on:

Alexia: Oi, oi, pessoal. Mais um episódio aqui do Carioca Connection, espero que vocês estejam felizes e muito bem com a vida. Eu, como sempre, sou a Alexia e estou aqui com o nosso cobaia preferido, Foster.

💡

cobaia - guinea pig

Foster: Olá Alexia. Tudo bem?

Alexia: Tudo e com você?

Foster: Tudo ótimo. Não posso reclamar, mas eu estou com fome.

💡

com fome - hungry

💡

Nós temos a palavra ‘faminto’ que significa ‘hungry,’ mas quase sempre dizemos ‘com fome - with hunger.’

Alexia: Você acordou cedo hoje, por isso.

💡

cedo - early

Foster: Eu acordei cedo e a gente vai falar sobre comida.

💡

comida - food

Alexia: Sim, vamos falar sobre comida. Então, o Foster deu uma ideia muito legal da gente falar sobre os nomes de restaurantes e cadeias alimentares que também existem fora do Brasil e obviamente que existem no Brasil.

Foster: Cadeias alimentares.

Alexia: É.

Foster: É. Também poderia dizer ‘franquias internacionais,’ né?

Alexia: Exato, franquias. E como vocês bem sabem, quando o nome estrangeiro chega no Brasil, a gente obviamente adapta pro bom brasileiro.

💡

franquias - franchises estrangeiro - foreign

Foster: Exatamente. É muito engraçado, porque agora a gente está aqui em Portugal e normalmente os portugueses, eles dizem mais ou menos certo, dependendo da franquia.

Alexia: Sim.

Foster: Mas não tem nada a ver com o jeito brasileiro.

💡

não tem nada a ver - it has nothing to do

Alexia: Não, não tem. Não tem nada a ver. Eles não aportuguesam, digamos assim. Ou eles falam da maneira certa em português ou eles falam o nome da marca de acordo da onde é o país. Então, por exemplo, existe uma marca no Brasil também que se chama Leroy Merlin.

💡

’Aportuguesar’ é um verbo e significa tornar português, dar características, hábitos ou modos portugueses.

Foster: Ah, nem me fala.

Alexia: É como se fosse uma Lowe's?

Foster: Lowe's, Home Depot.

Alexia: É como se fosse isso. E aqui é uma marca francesa, vem da França. Então os Portugueses, ao invés de falar Leroy Merlin, eles falam Leroy Merlin. Então a primeira vez que eu entrei num Uber pra ir na Leroy Merlin, eu falei “Ah, é pra Leroy Merlin.” “Como? Pra onde?” Aí eu “Leroy Merlin?” “Pra onde a menina vai?” Aí eu, “Leroy Merlin!” Aí ele não entendendo, não entendendo. Aí depois nós chegamos a conclusão que era a Leroy Merlin. E aí eu nunca mais errei.

💡

nunca - never

Foster: O que que você acha disso? Você gosta disso?

Alexia: Eu acho normal. Eu acho, por exemplo, IKEA, que nós brasileiros falamos como os americanos falam, aqui eles chamam de IKEA. Então assim, eu acho que depende muito, eu não me importo muito não.

Foster: Não. Eu somente estou pensando, por exemplo, nos Estados Unidos, se alguém falasse ‘repertoire’ ao invés de ‘repertoire,’ né? Falando uma palavra uma palavra francesa com sotaque francês seria visto como um pouco esnobe.

💡

esnobe - snob

Alexia: Sim. Como é no Brasil. Por isso que nós abrasileiramos tudo. E aí vem o ponto desse episódio.

💡

’Abrasileirar’ é um verbo e significa tornar brasileiro, dar características, hábitos ou modos brasileiros.

Foster: Então vamos lá, vamos falar sobre comida, franquias internacionais ou como a Alexia disse...

Alexia: Uma cadeia alimentar. Mas é melhor falar ‘franquia.’

Foster: Franquia.

Alexia: Isso.

Foster: E sobretudo é fast food.

Alexia: É fast food.

💡

Note que apesar da palavra ‘fast food’ ser inglesa, a Alexia a pronuncia com sotaque brasileiro.

Foster: É, vamos começar por aí, fast food.

Alexia: Isso. Bom, vocês sabem que eu acho que uma das maiores franquias de fast food é o McDonald’s.

Foster: Quase igual.

Alexia: É, mas pra gente é ‘Mc.’ E o próprio McDonald’s, ele se adaptou ao mercado brasileiro e aí, ao invés de escrever do jeito que é escrito em todos os lugares do mundo, os McDonald’s começaram a mudar o nome deles no…

💡

escrito - written mudar - change

Foster: Na placa?

💡

placa - sign

Alexia: Na placa. Então ao invés de ser Mc...

Foster: Uhun.

Alexia: É m-a-q-u-i, ‘Maqui Donald’s.’

Foster: Maqui.

Alexia: Maqui.

Foster: Ui… Maque.

Alexia: Não… Q-u-i. Qui, Maqui.

Foster: Ah, Maqui. Maqui Donald’s.

Alexia: É.

Foster: É sério isso?

Alexia: É.

Foster: Mas eles até mudaram na placa?

💡

Na verdade, eles mudaram para “Méqui”, a forma escrita de como pronunciamos Mc. A foto abaixo mostra um McDonald’s em São Paulo com a placa:

image

Alexia: Sim, de algumas cidades, sim. Então, porque normalmente o brasileiro fala, “Ah, bora comer um Mc.” Não é “um McDonald’s,” sabe? É, “Vamos comer um Mc.” Tem ‘Big Mac’, que são os nomes dos sanduíches.

💡

A palavra ’bora’ é informal e pode ser entendida como “let’s go” ou “let’s.” Bora comer um Mc. → Let's eat McDonald's.

Foster: Big Mac.

Alexia: É.

Foster: Quando ficar na dúvida, coloca um I no final de tudo.

Alexia: Então agora Méqui, Méqui Donald’s.

Foster: Eu acho também, Alexia, você pode admitir que, de vez em quando, você gosta de um Mc.

Alexia: Sim. Uma vez por ano eu adoro comer McDonald’s. Eu hoje, por exemplo, comeria McDonald’s.

💡

uma vez por ano - once a year

Foster: Eu não.

Alexia: Pois é.

Foster: Não.

Alexia: Eu preciso de um parceiro pra isso.

💡

parceiro - partner

Foster: Não sou eu.

Foster: Então vamos lá. Tem...

Alexia: Mas o Sundae do McDonald’s é muito bom

Foster: Pode ser, pode ser. Então vamos pra próxima.

Alexia: Pro próximo. O próximo é Starbucks.

Foster: Starbucks.

Alexia: Starbucks.

Foster: Como é que é? Fala mais uma vez?

Alexia: Starbucks.

Foster: Star… que seria o carioquês, né? Starbucks? Ou ‘bucks’?

💡

’Carioquês’ nesse caso quer dizer ‘sotaque carioca.’

Alexia: Eu acho que, em geral, as pessoas falam Starbucks. Deixa eu explicar, Starbucks normalmente só existe nas grandes cidades, né? Ele não vai existir no interior dos estados ou das cidades. Então você vai encontrar São Paulo capital, Rio de Janeiro capital, Porto Alegre, etc. Então é horrível falar isso, mas normalmente onde as pessoas tem o maior entendimento do que que é o Starbucks.

💡

entendimento - understanding

Foster: É. Mas ao mesmo tempo é difícil, porque vocês estão mudando pra língua portuguesa a pronúncia, mas não totalmente.

💡

totalmente - totally

Alexia: Uhun.

Foster: É Starbucks.

Alexia: É.

Foster: Mas na verdade, totalmente brasileiro, seria ‘Starbucks.’

Alexia: É, mas eu nunca vi ninguém falando ‘Starbucks.’

Foster: É. Não, só quer dizer que é muito complicado.

Alexia: Sim. E uma coisa legal que eu acho que o Starbucks faz ao redor do mundo é que eles adaptam os cafés, as bebidas de acordo com os lugares que eles estão. Então eles fazem uma pesquisa de mercado. “Ah, o iced coffee vai ser melhor no Brasil, porque o clima é muito quente do que um, sei lá, hot chocolate.” Sabe? Uma coisa assim.

💡

legal - cool ao redor do mundo - around the world de acordo com - according with

Foster: Mas no Brasil também, o negócio do tamanho no Starbucks sempre me irrita. Porque tem grande, que não é grande, é pequeno. Tem…

💡

A palavra ‘negócio’ pode ser traduzida como ‘business,’ mas também é muito utilizada como ‘thing,’ como no caso acima.

Alexia: Pra vocês! Porque pra gente é grande.

Foster: É assim?

Alexia: É.

Foster: Porque nos Estados Unidos é tipo, tall, grande or venti.

Alexia: Ah não, não.

Foster: Que não faz sentido nenhum.

Alexia: É pequeno, médio e grande.

Foster: Ah, muito mais fácil.

Alexia: Sim, eu tenho certeza que eles adaptaram isso também.

Foster: Eles tem açaí?

💡

O açaí é um fruto que cresce nas palmeiras da região amazônica na América do Sul, atualmente sendo considerado um superalimento por ser uma fonte calórica, rica em antioxidantes e nutrientes com poder anti-inflamatório.

Alexia: Não sei. Amor, I’m sorry, não faço ideia se eles tem açaí.

Foster: Não… Você falou que eles adaptaram pro mercado brasileiro.

Alexia: Sim, mas não sei os drinks, os cafés em si. Mas enfim. Próximo, KFC.

Foster: KFC. Que se não me engano, é a maior franquia de comida no mundo.

Alexia: Sério?

💡

sério? - really?

Foster: Acho que sim.

Alexia: Mais que o McDonald’s?

Foster: Kentucky Fried Chicken.

Alexia: Uau! Eu tenho que admitir, eu nunca comi no KFC.

Foster: É sério?

Alexia: Sério, nunca comi.

Foster: Eu lembro quando eu estava na Ásia há muito tempo atrás... Nossa! China está cheio de KFC.

💡

há muito tempo atrás - a long time ago

💡

O Foster deveria ter dito ‘A China está cheia de KFC.’

Alexia: Sério?

Foster: Uhun.

Alexia: Engraçado isso, né? Mas nunca comi no KFC. Eu sei que tem um no Rio de Janeiro, mas eu não faço ideia do quão é famoso, não pelo resto dos estados, não tenho certeza. Mas ninguém jamais vai falar Kentucky Fried Chicken. Não, vamos nos KFC.

💡

ninguém - nobody

Foster: É, até em inglês seria KFC, né?

Alexia: Sim

Foster: KFC.

Alexia: É isso.

Foster: Bom, e por último temos o….

Alexia: O Bob’s.

Foster: Não, temos mais um!

Alexia: Qual?

Foster: Um que realmente não é fast food…

Alexia: Outback.

Foster: É um restaurante que eu fiquei muito surpreendido que tem muitos…

💡

surpreendido - surprised

Alexia: Tem.

Foster: No Brasil.

Alexia: É uma super franquia, sim.

Foster: Outback.

Alexia: É uma franquia australiana.

Foster: Uhun.

Alexia: Tem na maioria dos shoppings, tem em todos os lugares. E é muito muito famoso, porque é um dos únicos lugares que tem refrigerante de refil.

Foster: Refil de graça.

Alexia: Exato. E que não é normal isso de acontecer, de jeito nenhum. E também pelo serviço que é muito bom sempre, o Outback tem um serviço maravilhoso. E pela qualidade da comida que também normalmente é muito boa. As cebolas…

💡

maravilhoso - amazing, wonderful

Foster: Cebolas fritas.

Alexia: Ai que delicia! Cebola frita.

💡

cebola - onion

Foster: Eles também te dão pão de graça, né?

💡

pão - bread de graça - free

Alexia: Eu não sei se é de graça, é?

Foster: Acho que é.

Alexia: Aquele pãozinho é uma delícia mesmo. Você pode até levar pra casa.

Foster: É. Bom, enfim, eu fiquei muito surpreendido quando eu cheguei no Brasil e a Alexia me convidou pra comer no Outback.

Alexia: Sim. E eles cantam parabéns, lembra? Tem até… Eu vou indicar depois pra vocês o vídeo do Porta dos Fundos, que foi onde eu trabalhei por 4  ou 5 anos mais ou menos.

Foster: Do Fábio Porchat.

Alexia: E é maravilhoso esse vídeo, vocês vão adorar, e é exatamente a experiência de fazer aniversário no Outback.

💡

aniversário - birthday

Foster: Aniversario!

Alexia: Aniversário? E o último do dia de hoje que a gente resolveu incluir, por mais que não seja uma franquia internacional. Foi criada pra tentar concorrer, há muito tempo atrás, com o Mc, com o McDonald’s...

💡

último - last concorrer - compete

Foster: Uhun.

Alexia: Que se chama Bob’s.

Foster: É, mas ninguém fala Bob’s.

Alexia: Fala Bob’s.

Foster: Bob’s.

Alexia: É. “Vamos no Bob’s depois da praia?”

Foster: Que tem milkshake….

Alexia: De Ovomaltine, ai que saudades. Gente, a Alexia adolescente ia à praia na Garcia D'Ávila, em Ipanema, exatamente em frente à Garcia D'Ávila. Final de praia, lá pelas 5-6 horas da tarde, saía a Alexia com o grupinho dela, bonitinho, todo mundo parava no Bob’s que era na Garcia D'Ávila mesmo, pra comer ou batata frita ou tomar o milkshake do Bob’s, que era a melhor coisa de pós praia. E eu lembro que se eu fosse ao Bob’s sem a minha mãe, eu tinha que levar um milkshake pra casa de ovomaltine de tão bom que é.

💡

batata frita - french fries

Foster: De tão bom que é. É muito bom mesmo.

Alexia: Sim.

Foster: E um fato interessante, Bob é Robert e ele é americano. Americano que foi pro Brasil pra começar uma franquia de milkshakes...

Alexia: Igualzinho ao McDonald’s, só que ficou muito famoso pelo milkshake que é muito bom.

Foster: É muito bom mesmo.

Alexia: Então você que estiver indo pro Rio ou já no Rio e estiver afim de provar o melhor milkshake da vida, vai lá, você vai amar.

💡

amar - love

Foster: É, pode comer muito saudável no Brasil, não precisa comer só fast food, mas vale a pena experimentar com milkshake de Bob’s.

💡

vale a pena - it's worth it

Alexia: Sim. Final disclosure, última coisa, eu sei que nos Estados Unidos, principalmente os tamanhos e as porções são muito grandes no Mc Donald’s, etc. No Brasil não, são tamanhos normais, isso é mais uma coisa de diferença.

💡

tamanhos - sizes

Foster: E também, é muito mais caro no Brasil.

💡

mais caro - more expensive

Alexia: Muito mais caro.

Foster: Não vale a pena não.

Alexia: Não, infelizmente não vale a pena. Então é isso.

💡

infelizmente - unfortunately

Foster: Bom… Bom apetite, gente.

Alexia: Bom apetite.

Foster: Bom apetite e até a próxima.

Alexia: Até a próxima. Tchau!