🙏🏾

S01:E39 - Religion & Saints in Brazil Part I

Listen on:

Foster: Então, a gente está gravando. Olá, seja bem-vindo a mais um episódio de Carioca Connection. Hoje a gente tem o prazer de ter um convidado especial.

💡

Um convidado especial. A special guest.

Alexia: Mais do que especial este convidado!

💡

Mais do que especial. More than special.

Foster: Especialíssimo! Que é o Marco Antonio, o pai da Alexia.

💡

Especialíssimo! Super special. As we’ve seen many times before, you can add the ending ‘-íssimo’ to a lot of words in Portuguese to add extra emphasis.

Marco Antonio: Oi!

Foster: Oi, Marco. E sobre o que a gente vai falar hoje, Alexia? Hoje é o que, primeiro?

Alexia: Hoje é Dia de São Jorge. São Jorge é quem, pai?

💡

Hoje é Dia de São Jorge. Today is the day of Saint George.

Marco Antonio: São Jorge é... bom, o que eu tenho que falar é que aqui no Brasil, como em outros países católicos, santos são bastante importantes, eles são... além da parte da religião, existem pessoas que são muito devotas a determinado tipo de santo. Cada um tem o seu santo favorito.

💡

Países católicos. Catholic countries.

💡

Pessoas que são muito devotas. Very devout people.

Alexia: Qual é o seu?

Marco Antonio: São Francisco.

Foster: Por quê?

Alexia: São Francisco de Assis.

Marco Antonio: São Francisco de Assis. Ele nasceu na cidade de Assis, era um jovem rico, milionário, vivia no luxo, um dia ele se converteu, largou tudo, foi descalço para a rua, foi morar perto da cidade e começou a ajudar as pessoas mais miseráveis, aquelas que não tinham ajuda de ninguém: doentes, etc.

💡

Largou tudo. (He) left everything.

Alexia: Além de pessoas, animais também, né?

Marco Antonio: E ele era bastante... ele amava muito a natureza, os pássaros, os animais, enfim, uma pessoa que era um santo. Só que nessa época ele ainda não era um santo. Então, ele foi à Roma. Naquela época Roma e a Igreja Católica era toda luxuosa, os bispos tinham propriedades e não era exatamente uma coisa muito puro.

Foster: Você sabe mais ou menos qual época a gente está falando? Isso foi 500 anos depois de Cristo?

Marco Antonio: Não. Mais ou menos 1.500 anos depois de Cristo. A Igreja Católica então esbanjando luxo em Roma e pessoas como São Francisco de Assis levando realmente a palavra de Deus para os homens - a ajuda, principalmente. Ele foi à Roma e conseguiu que o Papa desse permissão para que ele montasse uma ordem, a ordem franciscana, que logo teve muitos adeptos e que foi um exemplo de humildade e de amor para o mundo. Ele tem uma oração muito famosa - a qual não me lembro agora -, mas é mais ou menos 'é dando que se recebe, é amando que se pode amar', é uma coisa muito bonita! E ele praticamente salvou com o exemplo dele uma igreja inteira, que estava meio perdida em luxos e riquezas, pelo menos esse é meu...

Alexia: A Igreja Católica, né?

💡

A Igreja Católica. The Catholic Church.

Marco Antonio: É. Esse é o meu ponto de vista. E os santos... as pessoas são devotas aos santos e pedem graças a ele.

Alexia: Fazem promessas.

💡

Fazer promessas. Make a serious religious promise. A vow. A pledge.

Marco Antonio: Fazem promessas, acendem uma vela.

Foster: Fazem promessas quer dizer o quê?

Marco Antonio: Fazer promessa é o seguinte: uma pessoa em um caso extremo, um filho está doente, então a mãe pede ao São Francisco para que cure o filho, para que tudo corra bem.

Alexia: Ou por exemplo, tem a Santa Luzia, que é a santa dos olhos, né?

Marco Antonio: Aí começa a dividir um pouco. Tem a Santa Luzia, que é a santa que cuida dos olhos. E é assim por diante, mas os santos - um dia eu ouvi uma explicação que eu achei muito interessante - eles são santos depois que morrem, viram processo de canonização pela Igreja Católica.

Alexia: É demorado até.

Marco Antonio: É demorado, tem que provar que teve milagres, às vezes leva 200 ou 300 anos, às vezes é muito menos. Mas, enfim, o santo é como se fosse um exemplo para a humanidade. Eles são humanos, homens e mulheres como nós, e que se dedicaram de tal maneira a fazer bem, que eles são então considerados exemplos para nós. Alguns deles são mártires, foram torturados, mortos e jamais renegaram a religião. Então existem muitos e muitos santos da Igreja Católica. Muitos.

Foster: Você tem um número mais ou menos? Tem milhares?

💡

Milhares. Thousands.

Marco Antonio: Não, eu diria que são mais de 500.

Alexia: Será que é isso tudo?!

Marco Antonio: Tranquilamente.

💡

Tranquilamente. Easily.

Alexia: Jura?!

Marco Antonio: Tranquilamente. É um santo para cada dia, brincando. E às vezes, enfim, tem muito santo!

💡

Brincando. Easily. Another way of saying that something it's really easy to happen.

Alexia: E também tem os santos das cidades, né? Por exemplo, o Rio de Janeiro é qual santo?

Marco Antonio: O Rio de Janeiro é São Sebastião, que é um santo mártir, ele morreu martirizado. A maior parte das cidades do Brasil, muitas cidades tem o nome de santo, que é São Paulo - que é a maior cidade do Brasil.

💡

A maior cidade do Brasil. The largest city in Brazil (São Paulo).

Foster: Até tem uma cidade que se chama Santos.

Marco Antonio: Tem uma cidade que se chama Santos.

Foster: Onde você morou uns anos, né?

Marco Antonio: Onde eu morei alguns anos, numa época que eu tinha talvez uns oito anos de idade e tenho boas recordações da cidade, das praias, enfim, a Baía...

Alexia: Baía de Todos-os-Santos.

Marco Antonio: Enfim, tem santos em tudo que não é nome que provenha dos índios em tupi guarani, quase sempre é nome de um santo. Santa Bárbara...

Alexia: E também a gente até falou disso quando a gente foi para Ibitipoca, num outro podcast, que... como é que era?

Foster: Conceição da... caraca, não me lembro agora! Mas, era um santo também, até a gente viu o santo.

Alexia: Gente, que loucura!

Foster: Mas, enfim, a gente estava falando antes sobre que quase cada pessoa tem um santo, né? Tipo, o santo da Alexia é qual?

Alexia: O São Francisco de Assis.

Marco Antonio: O São Francisco de Assis. Aí é quando eu e minha mulher, ela nasceu, a gente dedicou a Alexia a São Francisco de Assis, para que ele proteja ela. Isso não é uma matemática, não é um pacto de sangue, não é nada. É simplesmente um desejo de que tudo corra bem com a sua filha, então você pede para o santo ser o padroeiro dela.

Foster: Padroeiro. Isso é uma palavra bem difícil para os gringos pronunciar!

💡

É uma palavra bem difícil para os gringos pronunciar! It’s a very hard word for foreigners to say!

Marco Antonio: Padroeiro. Padroeiro é o santo que protege, como se fosse um anjo da guarda, só que muito mais forte.

💡

Padroeiro. Patron saint.

💡

Só que muito mais forte. But it is much more powerful.

💡

Um anjo da guarda. A Guardian Angel.