🚊

S01:E33 - Santa Teresa, Rio de Janeiro

Listen on:

Foster: Tá bom, gente, pelo amor de Deus, a gente está começando este podcast!

💡

Pelo amor de Deus! For Goodness sake! Literally translates to ‘for the love of God,’ but Brazilians use it a lot and it does not seem to carry such a heavy connotation.

Alexia: Que drama! O que está acontecendo?!

💡

Que drama! How dramatic! What an overreaction!

Foster: Faz 20 minutos já que a gente estava tentando começar o podcast, mas tem gente no prédio falando, tem carros, tem ônibus lá fora.

Alexia: É o normal de uma cidade grande, né?

💡

É o normal de uma cidade grande. It’s normal for a big city.

Foster: Mas, eu tenho que admitir que o Rio de Janeiro é mais barulhento do que a maioria das cidades do mundo.

💡

O Rio de Janeiro é mais barulhento do que a maioria das cidades do mundo. Rio de Janeiro is noisier than most cities in the world.

Alexia: Ah, nem vem! Vai comparar com Nova York?!

Foster: Hmmm...

Alexia: São Paulo?!

Foster: São Paulo é muito barulhenta! Mas, enfim, hoje a gente vai falar sobre o quê tema?

💡

Enfim. Anyways, anyhow.

Alexia: A gente vai falar sobre o tema: Santa Teresa, que é um bairro aqui do Rio de Janeiro.

Foster: É um bairro muito bonito.

Alexia: É um dos mais antigos.

💡

É um dos mais antigos. It’s one of the oldest (neighborhoods).

Foster: Então conta um pouquinho do que é. Sobre a história, eu não sei se você sabe muito da história, mas é um bairro bem diferente comparado com os restos da Zona Sur.

Alexia: Da Zona Sul.

Foster: Zona Sur, desculpa.

Alexia: Não, Zona Sul, com 'L', não é Sur.

Foster: Sul!

Alexia: Isso. S U L.

Foster: Exatamente.

Alexia: Santa Teresa é um bairro antigo da cidade, que a maioria das casas são pequenas, antigas e todas coloridas. Cada uma tem uma cor diferente. Fica no alto de um morro e todo o caminho para chegar até lá, ou seja, de carro, as ruas são de pedrinhas, de paralelepípedos.

💡

Colorida. Colorful.

💡

Paralelepípedos. Cobblestone. Try saying this three times fast!

💡

Fica no alto de um morro. It is located on top of a hill.

Foster: É. Exatamente.

Alexia: De quê? Fala para mim.

Foster: É... não vou falar! Ainda é cedo. Ainda é bem cedinho para falar essas palavras.

💡

Ainda é cedo. It’s still early. (Too early for me to try to pronounce paralelepípedos)

Alexia: E Santa Teresa é conhecido por um bairro que tem um bonde, o bonde da cidade.

💡

Um bonde. A tram.

Foster: Um bondinho.

Alexia: É, um bondinho.

Foster: O que é um bondinho?

Alexia: É um antigo meio de transporte da cidade, de se locomover. É antes do ônibus, né? Então, imagina um...

Foster: Um trenzinho.

Alexia: É, um trem. É um trem, né? Só que movido à energia elétrica e com mini-rodinhas e que tem uma pessoa levando, tipo, é um motorista de bonde - eu esqueci o nome de quem é o motorista.

💡

Energia elétrica. Electric energy.

💡

Um motorista. A driver.

Foster: É Nelson.

Alexia: Não!! Esqueci o nome de como é que eles chamam o motorista de bonde, eu vou lembrar daqui a pouco.

Foster: Mas, enfim, é muito bondinho. É amarelo.

Alexia: É amarelinho, é fofo.

Foster: É bem português, né? Porque eu vi a mesma coisa em Lisboa. Lisboa tem um monte.

Alexia: Sim, é bem português.

Foster: É.

Alexia: Também, nós somos colônia, né? Lembra disso.

💡

Nós somos colônia, né? Lembra disso. We are a colony, right? Remember this. (Alexia is referring to the fact that Brazil was a Portuguese colony.)

Foster: Enfim, quando você entra em Santa Teresa, parece que você está entrando numa época diferente.

Alexia: Você volta no tempo, eu também acho.

Foster: É muito bonito isso.

Alexia: As pessoas que moram lá... a maioria são artistas plásticos, atores, atrizes, pessoas que lidam com a arte, escritores.

💡

Artistas plásticos. Visual artists.

Foster: É um bairro bem boêmio, né?

Alexia: Eu gosto muito de comparar Santa Teresa com Valparaíso no Chile - não sei se alguém já foi para lá que está escutando a gente. Mas, é muito parecido. A forma que é bairro, são as casinhas, as cores, etc. Eu gosto muito de comparar.

💡

É muito parecido. It’s very similar.

Foster: Que legal. Não sei se isso seja verdade, mas Santa Teresa é o único morro da Zona Sul que não é favela?

💡

O morro. Literally a hill but often used colloquially to refer to urban informal housing settlements that reside on the hillsides.

Alexia: O único morro na Zona Sul que não é favela?! Não sei.

💡

Favela. Urban slums.

Foster: Eu acho que é.

Alexia: Onde você escutou isso?

💡

Onde você escutou isso? Where did you hear that?

Foster: Não, eu estava pensando mesmo. Tipo, a maioria dos morrinhos são comunidades, né? Mas, Santa Teresa é...

💡

Comunidades. A less pejorative and more socially acceptable way to refer to favelas.

Alexia: Não, mas olha só: tem a comunidade de Santa Teresa que eu infelizmente esqueci o nome. Então, não.

💡

Infelizmente. Unfortunately.

Foster: Tá. Então, por que a gente está falando sobre esse bairro? É porque a gente passou uns dias lá.

Alexia: É, a gente voltou ontem de lá, na verdade.

Foster: E o que a gente fez?

Alexia: A gente andou, viu as lojinhas, conheceu um pouquinho mais de Santa Teresa, ficou vendo os lugares, a gente sentou, almoçou num lugar que era especial para o Foster, que ele lembrou.

Foster: Espírito Santa, se chama. É um restaurante.

Alexia: Espírito Santo.

Foster: Não, é Espírito Santa mesmo.

Alexia: Santa?

Foster: Aham.

Alexia: Eu nem percebi.

💡

Eu nem percebi. I didn’t even realize. I didn’t even notice.

Foster: É, não sei por quê. Mas, é um restaurante amazônico.

💡

Um restaurante amazônico. An Amazonian restaurant.

Alexia: Eu acho que sim. Na verdade, a gente comeu pouquinho lá. A gente pediu uma entradinha e uma comidinha, você bebeu duas cervejas e foi isso.

Foster: É. Mas, enfim, Santa Teresa é um ótimo lugar só para passear mesmo.

💡

Santa Teresa é um ótimo lugar só para passear mesmo. Santa Teresa is a really great place just to walk and wander around.

Alexia: Sim.

Foster: Tem a Parque das Ruínas.

Foster: Que é um tipo de castelo, agora é um parque, mas é muito bonito, tem uma vista panorâmica da cidade. É incrível.

💡

Uma vista panorâmica da cidade. A panoramic view of the city.

Alexia: Vale à pena, gente.

Foster: Uhum. E que mais? Conta onde a gente ficou.

Foster: E então, conta onde a gente ficou?

Alexia: A gente ficou num hotel boutique chamado The Villa, que é um hotel boutique que o dono é um francês.

💡

Hotel boutique. A boutique hotel.

Foster: Aham. O que quer dizer hotel boutique? É um pouco mais elegante, mais pequeno, mais...

Alexia: Não... na verdade é uma pousada mais chique, digamos assim. Porque o hotel, você já parte do princípio que seja milhões de quartos, mil coisas, mil serviços. Não, a pousada é uma coisa pequena. Só que esse hotel não se encaixa nem em pousada, nem em hotel. Então é um hotel boutique.

💡

Chique. Chic. Fashionable.

💡

Uma pousada. An inn. Kind of like a bed and breakfast.

Foster: Na moral, não foi hotel mesmo, foi pousada.

Alexia: Não, foi uma pousada mais chique. E que com uma piscina, com uma vista 360˚ linda do Rio de Janeiro, pegava do Cristo até a Praia de Botafogo.

Foster: Eu tenho que admitir que eu acho que já tenho visto todas as vistas do Rio de Janeiro. E essa foi a minha predileta, com certeza absoluta.

Alexia: E a gente passou um dia muito gostoso lá na piscina, comendo muito bem, dormindo, aproveitando, foi uma delícia.

💡

Um dia muito gostoso. A very beautiful, pleasant day.

Foster: Na boa, não foi tão caro. E Santa Teresa...

Alexia: Não, não foi nem um pouco caro.

Foster: E Santa Teresa é um bairro bom para os gringos também, que todo mundo fala inglês.

💡

Todo mundo fala inglês. Everyone speaks English.

Alexia: Eu acho que vale muito mais à pena você pegar um hotel desse em Santa Teresa do que ir para o meio de Copacabana naquela muvuca (explicar o que é muvuca?) e tal. Você fica muito mais confortável, não é tão longe assim, você consegue entrar e sair numa boa de táxi. É ótimo! Para quem procura um pouco mais de sossego, repouso e sem deixar de aproveitar a cidade, a gente super indica o The Villa.

💡

Muvuca. Huge crowd.

Foster: Exatamente. Então eu acho que isso é mais uma opção.

Alexia: E a lua que a gente viu?

Foster: A lua foi incrível!

Alexia: Foi a lua mais incrível que eu já vi na minha vida.

Foster: Mas, para quem está vindo aqui para as Olimpíadas, eu acho que Santa Teresa é uma opção diferente.

Alexia: Santa Teresa fica central. Então, você pega um táxi, em 15 minutos você está no Centro, na Glória, no Catete, Largo do Machado; em 20 minutos, você está em Copacabana e na Lagoa; em 25, você está na praia! Eu acho lindo! Foi uma experiência muito boa.

💡

Foi uma experiência muito boa. It was a great experience.

Foster: Tá, mais alguma coisa?

Alexia: Não.

Foster: Tá, só isso por hoje, gente! Tchau, tchau!

Alexia: Tchaaau!