💒

S01:E26 - Weddings in Brazil

Listen on:

Alexia: Hoje a gente vem com mais uma diferença entre brasileiros e americanos.

💡

mais uma diferença —> one more difference. The tendency of the English speak is to say ‘uma mais diferença,’ but in Portuguese mais always comes first. 1. Mais uma cerveja, por favor! 2. Você quer ficar por mais uma hora? 3. Tenho mais cinco dias no Brasil

Foster: É um tema que a gente toca muito, né?

Alexia: Sim. Casamento, gente!

Foster: Casamento! A diferença entre o casamento brasileiro e o casamento americano. Eu acho que tem muita.

Alexia: Como o quê?

Foster: Bom, eu somente fui para dois casamentos brasileiros da minha vida. Mas, a gente vai para mais um na semana que vem.

Alexia: Sábado!

Foster: Por isso, a gente está falando disso. Porque a prima da Alexia vai se casar!

Alexia: Eu tô muito ansiosa!

💡

Eu tô muito ansiosa! I am very anxious. The most interesting part of this phrase is the abbreviation tô. Alexia is literally saying eu estou, but more often than not in everyday Brazilian speech it gets shortened to tô.

Foster: Então tá. Vou falar alguma coisa que eu acho diferente e depois você não...

Alexia: Eu nunca fui para um casamento americano! Então eu na verdade vou falar o que eu vejo em filme.

💡

na verdade. really, honestly, truthfully

Foster: Tá, então, a primeira coisa que eu notei em casamento brasileiro. Tem muito mais fotógrafos.

Alexia: Ah, sim. É, normalmente, um fotógrafo para noiva só...

💡

Noiva. fiancée, bride.

Foster: Como é que fala fotógrafo?

Alexia: Fotógrafo.

Foster: Fotógrafo.

Alexia: Perfeito. É um fotógrafo para noiva. É um fotógrafo para o noivo. Aí são dois filmando e mais um fotógrafo para festa em geral.

💡

em geral. in general.

Foster: É uma equipe, vamos, é tipo... eu juro que o último casamento onde eu fui parecia uma produção de HBO, gente! Sério. Foi uma loucura!

Alexia: Isso sem contar com a cabine fotográfica, que são aquelas partes de tirar fotos divertidas, que normalmente tem?

💡

Isso sem contar. That’s without even mentioning…

Foster: É um photobooth. Sempre tem em casamento brasileiro. Eu acho que casamento americano está tendo mais hoje em dia.

Alexia: É?

Foster: É.

Alexia: Mas, foi a primeira coisa que você reparou, por quê? Você ficou incomodado?

💡

Você ficou incomodado? Were you uncomfortable?

Foster: Um pouco sim, tipo, quando o padre estava se casando...

Alexia: Estava casando um casal!

Foster: Casando um casal. Um fotógrafo realmente empurrou o padre para tirar uma foto do casal. Eu pensei: "Pelo amor de Deus, isso nunca aconteceria!"

Alexia: Sério que isso aconteceu?!

Foster: É, não foi um empurrão, mas...

Alexia: Não, mas foi um "chega para lá", né?

Foster: É, exatamente. Cara, eu fiquei impressionado!

Alexia: Nossa! Que horror! E a segunda coisa que você achou diferente

Foster: Bom, eu acho que isso pode ser somente nos casamentos onde eu fui. Mas, o casamento do brasileiro parece um pouquinho mais informal que a maioria dos... sei lá, os meus amigos dos Estados Unidos são bem do sul e, por isso, o casamento é mais tradicional, né? É bem formal, na Igreja, todo mundo de branco.

Alexia: Hoje em dia, pelo menos os meus amigos... bom, primeiro, vamos lá, casar em igreja aqui no Rio é muito caro. Você já gasta de primeira praticamente 40 mil reais para casar em igreja. E aí, além da cerimônia que é na igreja, tem a festa.

Foster: Que é cara também!

Alexia: Que normalmente é separado um lugar do outro. Então é mais fácil você fazer cerimônia e festa já em um lugar. Então, o que as pessoas estão fazendo? Procurando lugares. Se são católicos, se são religiosas, ou qualquer outro tipo de religião, pega um padre, pega um...

Foster: O rabbi.

Alexia: O rabino. Pega um padre, pega um rabino e leva para um tal lugar que querem, pedem para benzer, para transformar aquele lugar em que pode se casar e faz tudo em um lugar só. Eu adoro isso, eu acho muito legal. E eu gosto dessa história de casar em um lugar que não é construído pelos homens, mas pela natureza, sabe?

💡

um padre. a priest.

💡

Benzer. to bless.

💡

um rabino. a rabbi.

Foster: Exatamente. Casamento no ar livre é super legal. Eu quero fazer isso. Bom, fala um pouquinho da festa brasileira.

Alexia: Bom, a festa brasileira... você tem que oferecer tudo para os convidados. Acho que isso não oferece muito da americana.

💡

os convidados. the guests

Foster: Não, é quase igual.

Alexia: É. Tem que ter jantar, tem que ter lanche, tem que ter café-da-manhã, tem que ter porção, tem que ter muita bebida, tem que ter tudo! Se faltar uma coisinha, não é um casamento. E normalmente o que isso faz? A noiva contrata uma cerimonialista. Os noivos contratam um cerimonialista. E a cerimonialista toma conta de tudo, mas é engraçado que eu estou acompanhando a minha grande amiga do trabalho a fazer o casamento dela, porque ela se casa também no sábado que vem. Infelizmente a gente não vai poder ir. E ela tem que pensar até no prato do bolo porque a mulher que faz o bolo não vai levar prato. Então ela tem que alugar um prato do bolo. Tipo, é tanta coisa!

💡

Se faltar uma coisinha. If it is missing even the smallest thing.

💡

Tipo, é tanta coisa! It’s like, there are so many things (to keep track of). The word tipo is a great filler word that is pretty much used the way most English speakers use the word like.

Foster: É muito caro.

Alexia: É muito caro! E normalmente é uma festa para 400 ou 500 pessoas.

Foster: É, vai sair...

Alexia: Eu acho isso um horror porque deixa de ser uma coisa sua, né? Acaba sendo uma coisa dos outros.

💡

Eu acho isso um horror. I think this is terrible…

Foster: É. Eu concordo. É muito dinheiro.

Alexia: E padrinho e madrinha? Normalmente, são muitos, são poucos? Como é que é?

💡

Padrinho. groomsmen

💡

Madrinha. bridesmaid

Foster: Depende da pessoa. Às vezes, é somente tipo o pai e irmão.

Alexia: De padrinhos?

Foster: Aham.

Alexia: Ah, é?

Foster: Mas, também tem... pode ser 15 pessoas também. Depende do casamento, da pessoa, da família, tradição.

Alexia: Engraçado, eu nunca vi pai ou mãe como padrinho e madrinha. Nunca.

Foster: Geralmente o pai ou talvez irmão ou best friend.

Alexia: É, irmão ou irmã eu já vi. Mas, pai e mãe, não. Nunca vi.

Foster: Interessante.

Alexia: Essa é outra diferença.

Foster: É.

Alexia: E que mais? Deixa eu pensar?

💡

Deixa eu pensar. Let me think.

Foster: A última coisa que eu queria te perguntar é o conceito de ser casado aqui no Brasil é bem diferente. Tipo, se você está casado lá nos Estados Unidos, isso quer dizer que você já teve casamento na igreja, que é casamento para a vida, com certeza, você tem super ações e coisa assim. Mas, tipo, às vezes o meu colega de quarto fala que ele é casado. Mas, ele nunca se casou. Tipo, se você tem um relacionamento sério, é basicamente quando você já... você não concorda com isso?

💡

colega de quarto. roommate.

💡

um relacionamento. a relationship.

Alexia: Não. Eu acho que sim. Existem algumas formas de um casamento hoje em dia. Pelo menos, aqui. Como é morar junto. Antes você mora, faz aquele test-drive para ver se vai dar certo. A segunda é casar no civil. E a terceira é casar no civil e casar na igreja.

Foster: Mas, para você, morando juntos é casamento?

Alexia: É um juntamento. Acabei de inventar essa palavra. Mas... se juntou! Morar juntos sem papel, sem nada, é "se juntou", não é casamento.

Foster: Para a gente é uma coisa normal morar juntos.

Alexia: É, morar juntos. Para a gente também. Mas, é considerado casamento?

Foster: Não, para a gente, não.

Alexia: É, então. Para a gente, não.

Foster: Ah, tá.

Alexia: Quer dizer, para mim, Alexia, não.

Foster: Tá. Mais alguma coisa?

💡

Mais alguma coisa? Anything else?

Alexia: Não. Eu acho que não.

Foster: Tá. A gente vai gravar de novo depois do casamento. A gente vai contar para vocês...

Alexia: A gente vai ter fotos! O Foster vai estar lindo! Maravilhoso! Gostoso! Tudo isso.

Foster: Tá, gente.

Alexia: Tchau, tchau!

Foster: Tchau, tchau.