🐕

S01:E07 - Animals in Rio

Listen on:

Alexia: Hoje vamos falar de cachorros!

💡

Hoje vamos falar de cachorros! Today we are going to talking about dogs!

Foster: Tá, a Alexia e eu estamos fazendo essa coisa que é um podcast espontâneo. E a Alexia escolheu hoje, provavelmente não foi eu, mas é cachorros.

💡

espontâneo. Spontaneous.

Alexia: Ele não sabia que a gente iria começar a gravar! Ele simplesmente sentou na cadeira, apertou o REC e estamos aqui.

💡

apertou o REC. I pressed the record button.

Foster: Apertou o REC quer dizer recording, né? Mas, enfim, cachorros. O que você quer... a gente adora cachorros, eu tenho dois.

Alexia: Nós somos fãs de animais em geral, né?

💡

Nós somos fãs. We are fans (of animals).

Foster: É. Eu adoro animais.

Alexia: Ontem eu estava contando uma história para o Foster e a gente estava indo dormir e eu lembrei: "Gente, você não sabe o que eu fiz ontem!". Bom, eu fui visitar o meu pai ontem à tarde lá em Copacabana e a gente tinha que comprar um remédio para o meu cachorro - meu cachorro vai fazer 22 anos agora em junho, gente. Vocês acreditam nisso?

💡

você não sabe o que eu fiz ontem! You have no idea what I did yesterday.

Foster: É, pensa nisso. Isso em anos humanos seria tipo 300. É o cachorro mais velho do mundo, eu acho, está chegando lá.

💡

pensa nisso. Think about that.

Alexia: Eu vou ligar para o Guinness! Bom, a gente foi comprar remédio...

💡

Eu vou ligar para o Guinness! I am going to call the Guinness Book of World Records.

Foster: E que tipo de... que raça?

Alexia: Ele é Dachshund, aquele salsichinha.

💡

salsichinha. Weiner dog. (Little sausage)

Foster: Wiener dog. É impressionante.

💡

É impressionante. It’s amazing. Impressive. Unbelievable.

Alexia: Aí a gente foi comprar remédio para o meu cachorro, a gente entrou dentro de uma pet shop enorme e eu me vi assim...

💡

remédio. Medicine.

💡

uma pet shop. A pet store. Pet shop

Foster: Mas, peraí, vocês falam petshop?

Alexia: A gente fala petshop.

Foster: Estou pensando em inglês aqui. A gente fala eu acho que pet shop também.

💡

Estou pensando em inglês. I am thinking in English.

Alexia: E é uma pet shop muito, muito grande. E aí logo que eu entrei tinha peixinhos sendo vendidos, hamsters sendo vendidos.

Foster: Fala hamster?

Alexia: Hamster. É. Que é o que?

Foster: É um hamster.

Alexia: Então.

Foster: É. Esse vai ser um episódio fácil, né? Pet shop, hamster...

💡

Esse vai ser um episódio fácil. This is going to be an easy episode.

Alexia: Aí eu entrei um pouquinho mais na loja e tinha uma arara.

💡

uma arara. A famous Brazilian bird.

Foster: Arara é o quê? Arara é muito famosa aqui no Brasil.

Alexia: É uma ave. Bom, eu acho que é um dos símbolos brasileiros de ave.

Foster: Eu acho que é a ave nacional, né?

💡

a ave nacional. The national bird.

Alexia: Eu acho que sim.

Foster: Você lembra como falar isso em inglês? Eu sempre esqueço.

Alexia: Arara? Não tem. É arara, gente.

Foster: É, porque não tem inglês. Mas, eu tenho uma história engraçada também.

Alexia: Calma, deixa eu acabar de contar a minha.

💡

Calma, deixa eu acabar de contar a minha. Hold on, let me finish telling my story!

Foster: Tá, tá bom.

Alexia: Aí do lado do arara tinha um papagaio e do lado desse papagaio tinham dois mini, bebês, filhotes da raça do meu cachorro, que não tinham nem dois meses!

💡

Um papagaio. A parrot.

💡

filhotes. Puppies.

Foster: Mas, na mesma...?

Alexia: No mesmo ambiente. Então, era arara e papagaio conversando um com outro e os dois filhotes, um estava dormindo e o outro estava elétrico brincando. Quero deixar uma coisa bem clara aqui: eu sou contra venda de animais. Eu sou completamente contra isso, acho um absurdo tem arara e papagaio dentro de uma gaiola pequena, assim como hamster, assim como cachorro, gato, qualquer coisa, qualquer tipo de animal. Eu sou muito contra. Até peixe dentro de aquário. Eu sou a favor da adoção. Mas, enfim, já que eu estava dentro de uma petshop comprando remédio para o meu cachorro, eu fiquei elétrica! Eu não sabia para onde eu olhava porque eu queria dar atenção para a arara, que estava querendo conversar comigo; o papagaio, que já sabia algumas palavras e não parava de falar; o filhote, que não parava de brincar; o hamster, que estava correndo dentro daquela bolinha, né? E foi algo incrível, foi algo incrível! Aí eu cheguei ontem, aí eu virei para o Foster e falei: "Eu quero ter um Dachshund, Boxer, um Golden". Qual é o nome do outro que a gente quer?

💡

Estava elétrico. He was really excited, hyper.

💡

Eu sou a favor da adoção. I’m in favor of adoption.

💡

Uma gaiola. A cage.

💡

Eu fiquei elétrica! I got really excited, hyper.

Foster: Australian Shepherd. Eu gosto muito desse.

💡

Eu gosto muito desse. I really like that one.

Alexia: É, isso. Então, assim, eu acho que a minha casa vai ter uns 20 cachorros.

Foster: Shepherd em português é Pastor, né? Tipo, Pastor Alemão.

Alexia: Sim.

Foster: Bom, eu gosto muito de cachorros também, mas também eu sou mais realista talvez do que a Alexia que quer 20 cachorros. Agora ela quer um pouquinho...

💡

Eu sou mais realista. I am more realistic.

Alexia: Eu quero! Ai, gente, vocês já sabem do Instagram...

Foster: Não, eles não sabem do Instagram!

Alexia: Qual é o Instagram do coisa, gente?

Foster: A gente vai botar no 'Show Notes'. Mas, tem cobaia que é tipo Guinea Pig, mas é um cobaia sem pelo, né?

Alexia: Ai, é lindo! Ele é lindo! Ele é todo rosa.

Foster: E agora a Alexia e eu, a gente está com problema de conversar porque ela só fala... ela deu o nome François porque ele é francês aparentemente.

Alexia: Ai, gente, quando vocês virem a foto dele posando com um brócolis, vocês vão entender o que é!

Foster: Tá, a gente vai colocar isso, o Instagram dele. Mas, enfim...

Alexia: Ludwik the guinea pig. É isso.

Foster: Tá. A minha história foi que eu tenho um aluno brasileiro que está estudando inglês em São Francisco agora e ele me contou que ele estava num parque famoso em São Francisco - não lembro o nome - e ele de repente viu duas araras que não existem nos Estados Unidos. Ele falou: "Caraca, o que elas estão fazendo aqui?!". E de repente um homem japonês, aparentemente um japonês brasileiro, 'siubou', né?

💡

De repente. Suddenly. Out of nowhere.

Alexia: Assoviou!

💡

Assoviou! Assobiar is to whistle.

Foster: Assoviou.

Alexia: Assoviou.

Foster: Para chamar a atenção das aves, né? E as aves chegaram no braço dele. Então ele tinha treinado eles. É interessante, né?

Alexia: Bom, era um showman, tipo isso, no meio da praça, com as araras?

Foster: Não, ele estava sozinho, somente brincando com as aves dele.

Alexia: Bom, eu comecei a falar que hoje o podcast seria sobre cachorros, mas aparentemente é sobre animal em geral, né?

Foster: É, mas também eu queria falar sobre cachorro e a cultura do cachorro aqui. Não se vê cachorros na rua aqui.

Alexia: Não, completamente abandonados é bem difícil mesmo.

Foster: Isso é uma coisa que até nos Estados Unidos tem vários, tem muitos.

Alexia: Normalmente quando o cachorro é de rua, pertence a algum morador de rua. E eles são muito mais bem tratados do que o próprio morador, é impressionante. E tirando isso eu acho que quase toda a família carioca tem um cachorro.

Foster: É, mas também, por exemplo, fala do negócio da adoção.

Alexia: Ah, em qualquer bairro eu acho que existe um programa de adoção de animais. E tem um no Leblon, que é pertinho de onde eu moro, que a gente sempre passa, todo final-de-semana eles estão lá e são programas de adoção independentes - eles não pertencem a algum tipo de grupo de resgate de animal em si. Às vezes, por exemplo, sou eu que resgatei cinco cachorros e aí eu vou para o meio da rua, faço uma cerquinha e boto para adoção. É simplesmente isso. Isso eu acho que a maioria dos brasileiros tem: o amor pelo animal em si aqui é algo muito importante.

💡

Que é pertinho de onde eu moro. It’s close to where I live.

Foster: É, eu acho também.

Alexia: E a gente tem leis muito, muito, muito fortes contra maus-tratos de animais, contra tudo - ainda falta melhorar muito, mas o abandono de animal já é crime, o mau-trato obviamente é crime. Se eu ver uma pessoa, por exemplo, eu acho que o meu vizinho não está tomando conta do cachorro ou do animal ou do gato, o que for, tem um telefone que eu possa ligar para a pessoa ir checar. Eu já resgatei um pit bull assim, na verdade.

💡

Eu já resgatei um pit bull. I rescued a pit bull.

Foster: Eu acho que nesse sentido o Brasil é um país bem avançado.

Alexia: Ainda falta muito. Por exemplo, o Canadá é exemplo de...

💡

Ainda falta muito. There is still a long way to go.

Foster: É. Mas, bom, se você gosta de cachorros, é uma cidade incrível. Tem o Parcão ao lado da minha casa. Pode falar cachorro e pode falar cão também. Tem diferença entre as palavras?

Alexia: Não.

Foster: Então, é um jogo de palavras 'ParCÃO'! Eu adoro.

Alexia: É um parque de cães: ParCÃO!

Foster: É.

Alexia: Mas, olha só, uma coisa que eu vou adorar: mandem para a gente por e-mail fotos dos cachorros de vocês ou animais?

Foster: Ah, isso seria ótimo!

Alexia: Dos gatos? Conta um pouco da história deles para a gente.

Foster: Em português.

Alexia: Em inglês também se for muito difícil, português e inglês. E a gente ajuda a traduzir.

Foster: É, mas isso é uma boa prática, né? E também pode ensinar seu cachorro algumas coisas em português, tipo...

Alexia: Senta. Rola. Dá a patinha!

💡

Senta. Sit.

💡

Dá a patinha! Shake.

💡

Rola. Roll over.

Foster: Senta. Rola. Dá a patinha!

Alexia: 'Vai pegar!'

Foster: Tá bom, gente. Espero que vocês tenham gostado.

Alexia: Sim, eu acho que eles gostaram. É um dos meus assuntos preferidos.

Foster: Sei. Então, a gente vai para o ParCÃO agora?

Alexia: A gente vai procurar um François!

Foster: Tá bom. Tchau, tchau, gente!

Alexia: Tchau!